Um técnico trabalhando

Pasquale Marino é um dos técnicos italianos que me surpreendeu recentemente. Primeiro, ele apareceu para a Série A num Catania que eu tinha certeza que ia cair, depois de uma boa campanha no Arezzo. Não só não caiu como plantou as bases para uma permanência dos etnei na Série A. Depois, fez a Udinese jogar realmente bem por um tempo e confirmou Di Natale como um goleador nato (algo que antes não acontecia, com o legítimo Totó jogando como externo direito, longe do gol, desde os tempos do Empoli). Agora, está acertando o Parma (ou pelo menos deu sinais disso) passo a passo, sem contratações nem mudança de esquema. É definitivamente um treinador trabalhando. Continue lendo “Um técnico trabalhando”

Ronaldogate

Nos últimos dias, o MilanLab, que normalmente é tido como um ponto de referência em tratamento médico e preparação física de atletas de futebol, foi envolvido numa lambança que poderia perfeitamente ter ocorrido na Federação Mineira de Futebol ou no Tribunal de Justiça Desportiva da CBF. Continue lendo “Ronaldogate”

O dia vai nascer

Se a Série B acabasse hoje, 03 de abril, a maior campeã italiana e o primeiro campeão italiano (Juventus e Genoa, respectivamente) teriam o direito de subir para a divisão máxima. E entre os outros quatro que disputariam a última vaga da promoção estariam mais dois clubes que já levantaram o ‘scudetto’: Napoli e Bologna. Continue lendo “O dia vai nascer”

Fio da navalha

Até algumas temporadas atrás, o Campeonato Italiano primava pela estabilidade. Um torneio duro e equilibrado exigia isso. O clube que se desfizesse do treinador prematuramente aumentava em muito as chances de ser rebaixada, porque o entrosamento era condição indispensável para evitar a queda para a segunda divisão. Continue lendo “Fio da navalha”

Será que volta a emoção?

Depois do empate no sufoco da Juventus em Cagliari e de uma rápida olhada na performance do time de Fabio Capello nas últimas semanas, todo mundo se entreolhou. Será, que depois de um campeonato que parecia mais do que definido, ainda haveria chances para uma reta final com empolgação? A resposta é: o título ainda está nas mãos da Juventus, mas ela não pode mais dormir tranqüila. Continue lendo “Será que volta a emoção?”

A campeã…

De uma maneira meio estranha, numa sexta-feira, sem jogar, a Juventus costurou o 28o ‘scudetto’ na sua divisa ‘bianconera’, consolidando um título que estava entregue praticamente desde a vitória juventina em San Siro. Com o empate do Milan diante do Palermo, Fabio Capello comemorou seu sétimo título nacional, seu primeiro coma Juve como atleta, logo no ano de estréia no banco do Delle Alpi. Continue lendo “A campeã…”