Na véspera do Natal o francês Paris Saint-Germain já deu como certa a aquisição do meia alemão Julian Draxler. O atleta ainda será anunciado oficialmente, mas a negociação entre jogador, PSG e Wolfsburg, clube alemão que o cederá, já foi concluída.

Após quatro títulos franceses consecutivos e hegemonia nacional, o PSG iniciou a temporada 2016/2017 de forma atípica daquilo que se convencionou nos últimos anos. O time está no terceiro posto da Ligue 1, atrás do Monaco (segundo colocado) e da surpresa Nice (líder). Há porém alguma prioridade em relação à Champions League, onde o time parisiense se vê classificado para as oitavas de final, fase em que enfrentará o Barcelona, em fevereiro.

A aquisição de Draxler é uma tentativa de minimizar um planejamento ruim da equipe rouge et bleu, cujos gestores não conseguiram obter as peças que procuravam. No que diz respeito a plantel, os parisienses ofereceram uma proposta generosa à Antoine Griezmann, que preferiu não deixar o Atlético de Madrid.

De forma distante os parisienses ainda sonhavam com Paul Pogba, mas acabaram com Jesé Rodriguez, que rendeu cerca de 25 milhões de euros ao Real Madrid, porém não se concretizou em campo com a camisa rouge et bleu. Draxler chegará com Jesé já colocado enquanto atleta negociável pelo PSG.

O contexto

Os primeiros seis meses de Unai Emery à frente do PSG tem sido dificultosos, primeiro porque o treinador espanhol é adepto de um jogo mais ofensivo e vertical, do que aquele proposto por Laurent Blanc. Em segundo, a equipe havia se tornado plenamente dependente de Zlatan Ibrahimović, agora no Manchester United.

Mais além, peças importantes do elenco tiveram um período de férias menor. Blaise Matuidi jogou até a última partida da EURO 2016, torneio do qual foi vice-campeão com a França. Marco Verratti iniciou a temporada em fase final de recuperação de lesão, que o tirou da disputa da mesma EURO, pela Itália.

Angel Di María por sua vez, esteve presente em todas as partidas da Argentina, vice-campeã da Copa América Centenário. O meia atacante argentino se viu debaixo de uma saraivada de críticas por parte de torcida e imprensa francesas, tão logo a temporada iniciou.

Por outro lado este dano colateral não afetou o brasileiro Lucas Moura, titular absoluto que contabiliza 24 aparições nesta temporada, ostentando ainda 9 gols anotados. Lucas se vê fora dos planos da seleção brasileira já a algum tempo.

Draxler

Reserva no grupo alemão tetracampeão no Mundial 2014, Julian Draxler foi destaque do Nationalelf na EURO 2016. O meia encerra 2016 contabilizando 11 partidas pela seleção de seu país e 2 gols anotados. Draxler é o provável sucessor de Mesut Özil no grupo de Joachim Löw.

No último verão europeu, Draxler estava nos planos de Juventus e Arsenal. Agora no inverno, o Liverpool também mostrava interesse em seu futebol. O jogador pode atuar centralizado ou à esquerda, como um dos 3 meias ofensivos de um desenho tático em 4-2-3-1, do qual Unai Emery também é adepto. Muito provavelmente Draxler atuará com Di Maria e Lucas aos seus lados, mais Edinson Cavani como homem referência.

Pelo fato do seu agora ex-clube Wolfsburg não estar disputando nenhuma copa europeia, o meia pode ser inscrito na Champions League sem maiores problemas. Se o interesse do PSG em James Rodríguez (Real Madrid) era verdadeiro, Draxler é uma opção melhor, sendo ainda dois anos mais novo que James, atualmente com 25 anos.

O Real Madrid tem afirmado que James não sai por valor menor do que aquele que por ele foi pago (cerca de 80 milhões de euros). O meia colombiano também não poderia ser inscrito por outro clube, na atual edição da CL.

Um grande momento de Draxler na CL foi visto em abril último, durante as quartas de final da última edição do torneio. O Wolfsburg venceu o Real Madrid por 2×0, de forma surpreendente, na partida de ida realizada na Alemanha. Draxler realizou boa partida, associado ao meia Maximilian Arnold.

No começo da temporada 2015/2016, o Wolfsburg havia adquirido Draxler junto ao Schalke 04, que por sua vez não disputaria nenhuma copa europeia. Na época os valores não foram revelados, mas a equipe azul royal já havia recusado uma oferta de 18 milhões de euros, oferecidos pela italiana Juventus.

Segundo a imprensa internacional, o PSG pagará cerca de 35 milhões de euros ao Wolfsburg. O negócio ainda pode render mais 10 milhões adicionais, referentes a clausulas contratuais que podem ser cumpridas. O vínculo foi assinado por cinco temporadas.

O PSG deve anunciar oficialmente a aquisição de Julian Draxler assim que a janela de transferências de inverno se abrir, em 01 de janeiro. A equipe volta a campo do recesso de fim de ano, no próximo dia 07/01/2017. O PSG enfrentará o Bastia pela Coupe de France.

Imagem de Draxler: AFP