Ocupando a terceira colocação na tabela da Ligue 1 francesa (19 pontos), o Paris Saint-Germain receberá o rival Olympique Marseille no Parc des Princes (Paris/França), em mais um “classique”. A partida integrará os confrontos da décima rodada do campeonato nacional da França.

Dados os investimentos vultuosos de origem árabe que abastecem o PSG atualmente, a atual temporada se mostra bem diferente das quatro últimas, em que a equipe parisiense dominou em âmbito nacional. Como no girar do caleidoscópio, o PSG vê o modesto Nice liderando o torneio (23 pontos), com o Monaco ocupando o segundo posto (22 pontos).

O filósofo francês Michel Foucault costumava descrever sua concepção de história, enquanto um caleidoscópio. Quando o caleidoscópio gira, os fragmentos que compõem seu mosaico formam imagens novas. No caleidoscópio do PSG ainda restam peças do elenco tetracampeão francês, mas outras poucas não mais constam.

Há algum desgosto por parte da diretoria do clube, que sonhava com o treinador Diego Simeone e o atacante Antoine Griezmann, ambos do Atlético de Madrid. Simeone se impressionou com a oferta de 20 milhões de Euros por temporada, mas respeitou seu contrato com a equipe espanhola. Griezmann, um dos grandes craques da atual seleção francesa, também recusou.

O técnico espanhol Unai Emery não era primeira opção, mas chegou em Paris no início desta temporada carregando um ciclo vitorioso no Sevilla, em seu currículo. Porém no que diz respeito ao plantel, a direitoria parisiense não conseguiu preencher as lacunas dos midiáticos Zlatan Ibrahimović (Manchester United) e David Luiz (Chelsea).

Em campo

Ainda assim o elenco segue agregando atletas relevantes. O uruguaio Edinson Cavani contabiliza 13 gols em 11 aparições na atual temporada. 9 gols anotados pela Ligue 1. Os números do brasileiro Lucas Moura, também são bons onde o atacante ostenta 7 gols em 12 partidas na atual temporada. 5 gols foram anotados pela Ligue 1.

Por outro lado, o meia argentino Angel Di María vem sendo cobrado pela imprensa francesa, sendo que o jogador contabiliza apenas 1 gol em 12 partidas jogadas. O primeiro tento na temporada veio no meio da última semana, na vitória de 3×0 sobre o suíço Basel, pela terceira rodada da Champions League.

A France Football tem sido implacável com o Di María, eleito melhor jogador da última temporada. Sem Ibrahimović, Di María recebeu a responsabilidade de liderança técnica da equipe, com Unai Emery posicionando-o à esquerda da linha de 3 meias de um módulo 4-2-3-1.

A imprensa francesa descreve o argentino enquanto atleta irregular, criticando ainda as opções no banco, Javier Pastore e os recentes reforços Ben Arfa e o ex-Real Madrid, Jesé Rodriguez. É preciso ressaltar que Di María não foi protagonista no Real Madrid, ofuscado por Cristiano Ronaldo e Gareth Bale, nem conseguiu desempenhar bom papel no Manchester United.

Segundo o L’Equipe, Unai Emery só não terá a disposição neste domingo, o citado meia Pastore entregue ao departamento médico. O volante Thiago Motta ausente a mais de 20 dias retorna ao grupo, com o treinador tendo sinalizado a possibilidade de utilizar o italiano Verratti e o polonês Krychowiak, no setor de meio-campo.

O Sportv exibirá “le classique” entre PSG e Olympique Marseille às 17 hr (horário de Brasília), neste domingo.