O inglês Manchester United entrará em campo nesta quinta-feira, em partida que valerá pela última rodada da fase de grupos da Europa League. Os red devils visitam o Zorya Luhansk no estádio Chronomorets de Odessa (Ucrânia). O time inglês é o segundo colocado do grupo A, com 9 pontos.

O United precisa de uma vitória simples contra o já eliminado Zorya (quarto lugar, 2 pontos), para avançar ao mata-mata. Um empate também pode classificar os red devils, sendo que o holandês Feyenoord ocupa a terceira colocação (7 pontos). Os holandeses enfrentarão o líder Fenerbahçe (10 pontos) em Roterdã, na Holanda.

Caso o United obtenha um empate e o Feyenoord vença seu compromisso, ambos estarão numericamente empatados em número de pontos (10). Porém, o Feyenoord tem um saldo de gols negativo (- 3), diante do saldo de 6 gols dos red devils.

Um caminho para a próxima Champions League

Dada a atual campanha do United na Premier League, até a imprensa inglesa já observa a conquista da EL, enquanto um caminho viável para os red devils estarem na Champions League 2017/2018. Na liga inglesa o United é o sexto colocado, 9 pontos atrás do quarto posto (Manchester City/30 pontos), que dá a última vaga para a CL.

O periódico inglês The Guardian destacou palavras do técnico José Mourinho, que se queixou da realização das partidas da EL, nas quintas-feiras. Segundo o treinador, o curto espaço de tempo entre um jogo da EL e um compromisso da liga inglesa no fim de semana, é prejudicial.

O treinador afirmou que o United não recebeu nenhum jogo a ser disputado em complemento de rodada da Premier League, nas segundas-feiras, desde que a temporada se iniciou. Mais além, Mou demonstrou preocupação para com a possível condição de -9 ° no horário da partida, inclusive criticando a UEFA.

Mourinho afirmou que a UEFA tem consciência de que partidas a serem realizadas no leste europeu em dezembro, estão sujeitas a neve e frio intenso do inverno europeu. Segundo o treinador, o limite para jogar nesta região é até as últimas semanas de novembro. Mou por outro lado, elogiou estrutura local, estádio e profissionais que tentam fazer o melhor.

Ainda sobre o fator campo, é preciso lembrar que o Zorya mandou a partida para Odessa, uma vez que seus domínios locais em Luhansk estão situados em meio ao conflito armado à leste do país, desde 2014.

Os atletas

Segundo o Guardian, Mourinho vetou o volante Michael Carrick, os laterais Matteo Darmian e Antonio Valencia, além do meia Morgan Schneiderlin e o atacante Memphis Depay, que sequer viajaram. Carrick, Darmian e Valencia vinham sendo titulares e com certeza foram poupados por motivos físicos.

Por outro lado, o meia Henrikh Mhkitaryan se firmou no grupo principal nas últimas rodadas, está relacionado e teve palavras destacadas pela imprensa inglesa. Mhkitaryan afirmou estar feliz por retornar a Odessa, onde realizou um hat trick em sua última partida disputada, ainda com a camisa do Shakhtar Donestsk.

O meio-campista armênio atuou pelo Shakhtar entre 2010 e 2013, antes de se transferir para o alemão Borussia Dortmund. Questionado sobre o início ruim em Old Trafford, Mhkitaryan afirmou que prefere não falar sobre o passado. Disse que “está feliz” e “positivo”, disposto a contribuir com a equipe. O armênio elenca 10 partidas na temporada, 2 pela EL.

O Guardian vislumbra uma equipe titular com o meia Paul Pogba, além de Wayne Rooney e Zlatan Ibrahimović no ataque. No retrospecto, o United vem de uma vitória na quinta rodada, tendo goleado o Feyenoord (4×0) em Old Trafford (Manchester/Inglaterra). Os red devils venceram o Zorya (1×0) também em Manchester, na segunda rodada da EL, ocorrida em outubro.

Zorya Luhansk e Manchester United se enfrentam nesta quinta-feira às 16 hr (horário de Brasília). A ESPN transmitirá o confronto no Brasil.

Imagem de Mhkitaryan em treino: Peter Cziborra/Reuters