A Argentina de Sabella

Com muitos técnicos argentinos em alta no mercado futebolístico mundial, fica difícil até para a própria seleção Argentina arrumar um. Para o ciclo que chegou até o atual Mundial, o desafio era não apenas montar um bom time, mas fazer com que Lionel Messi atuasse bem pela seleção albiceleste. Na realidade, a própria maturidade de “la pulga” falaria por si, que disputou seu primeiro Mundial em 2006, com apenas 19 anos. E isso só veio a eclodir agora no Brasil. Continue lendo “A Argentina de Sabella”

Atirando no próprio pé

A Inter de Milão não lidera o campeonato. Contudo, ostenta um terceiro lugar que é um retrato fiel de suas possibilidades no momento, atrás de Milan e Juventus. Como já comentamos nesta coluna, a diferença entre a Inter e seus adversários diretos não é em relação ao elenco, mas na rodagem. Capello e Ancelotti têm times muito mais azeitados do que Roberto Mancini, o treinador ‘nerazzurro’. Continue lendo “Atirando no próprio pé”

Nos descontos!

Na hora ‘H”, a Juventus buscou seu caráter no fundo do saco e o encontrou. Com o capitão Del Piero decisivo mais uma vez, o time de Fabio Capello não jogou uma partida brilhante, mas não deu chances para o Parma. A vitória desenhada no Delle Alpi foi praticamente uma hipoteca no 28o ‘scudetto’, que se não for para Turim, vai marcar o time de via Galileo Ferraris para sempre. Continue lendo “Nos descontos!”