Barcelona x Santos, a imprensa

“Foram muitas as comparações entre Barcelona e Santos, Messi e Neymar. Mas a distância entre eles foi enorme: 4 a 0 e um show”. Este é o abre da matéria do caderno de esportes da Folha de hoje, falando sobre a chacina de Yokohama. O texto simplesmente joga embaixo do tapete uma consideração importante que a imprensa não vai se fazer: foi ela que fez as comparações entre Barcelona e Santos e Messi e Neymar, motivada por incompetência ou interesse. Não seria o caso dela se retratar? Continue lendo “Barcelona x Santos, a imprensa”

Bandidos de um lado, insanos de outro

Se você trabalha, ganha seu salário e paga seus impostos, não adianta se trancar em casa, proteger a carteira e nem mesmo depositar seu dinheiro no banco. O anúncio escatológico dos governos estadual e municipal de São Paulo a respeito do estádio a ser construído em Itaquera é uma garantia de que você será assaltado – com a anuência e bênção do governador e do prefeito. Ah, sim, tem mais: eles chamam você de palhaço quando falam das possíveis fontes de financiamento, como a venda do nome do estádio. Continue lendo “Bandidos de um lado, insanos de outro”

Uma derrota de todos

Esta Copa teve para o Brasil, uma das coberturas mais omissas e incapazes da história. Empresas de mídia proibiam ou desencorajavam jornalistas de criticar a CBF e como escape brigavam com Dunga por conta de uma disputa pessoal sobre entrevistas exclusivas. O linchamento de Dunga será o mais duro já visto, mas da CBF, ninguém falará nada, bem como o estupro dos cofres públicos para a Copa do Brasil em quatro anos. os jornalistas que se calaram e agora malharão Dunga como se faz com um animal virótico, o bode expiatório da doença pustulenta que é a gestão do futebol no Brasil, devem por a mão na cabeça e fazer um exame de consciência. Essa derrota é culpa de vocês também – com particular atenção aos jornalistas assessores de imprensa que defenderam o técnico, jogadores e CBF até o intervalo do jogo e agora são “engenheiros de obra pronta”, apontando os erros do Brasil .

E Dunga, prepare-se. Seu pau de arara chegou…