Esta última data FIFA de amistosos internacionais, teve os holofotes voltados para as apresentações da seleção da França. O time bleu visitou e venceu a Holanda por 3×2 (a 25/03) e impôs 4×2 na seleção da Rússia em San Denis (París/França), na última terça-feira. Foi o retorno do time francês ao estádio após os atentados de 13/11/2015.

A imprensa europeia já toma os franceses como favoritos ao título da EURO, que acontece em junho. A desenvoltura do time somado a “fator casa”, uma vez que o torneio será disputado em território francês, são circunstâncias plenas que sustentam o favoritismo dos bleus.

Nem mesmo a incógnita sobre a presença ou não do atacante Karim Benzema, devido aos seus problemas judiciais, parece afligir o técnico Didier Deschamps. O destaque nestes dois amistosos foi o volante N’Golo Kanté, um dos destaques do inglês Leicester City, líder da Premier League.

Deschamps se deu ao luxo de colocar Blaise Matuidi (PSG), autor do gol da vitória contra a Holanda; no banco diante dos russos. Kanté surgiu entre os titulares e anotou o primeiro dos quatro gols impostos na partida contra os soviéticos. O time se alinhou num 4-2-3-1, que pode se verter num 4-3-3 dependendo das circunstâncias.

Matuidi e Kanté são parecidos na movimentação e na disposição física. No módulo 4-2-3-1 ambos podem atuar como segundo homem de meio-campo, à esquerda. Matuidi no entanto, é quem mais tem características de externo. O meio-campo é muito vigoroso tendo ainda o veterano Lass Diarra e Paul Pogba, que atua mais avançado do que em seu clube, a Juventus.

No setor de criação ofensiva, Antoine Griezmann é o homem a mais, tendo anotado o primeiro gol na vitória contra os holandeses, e duas assistências para gol, nos dois primeiros gols feitos pelos franceses, contra os russos. Quem corre por fora em relação a uma eventual ausência de Benzema, é André-Pierre Ginagc (Tigres/México).

A princípio, afastado por tempo indeterminado do convívio da seleção da França, Benzema aguarda um parecer da Federação Francesa de Futebol, que se pronunciará em 15 de abril sobre um cessar ou não de seu afastamento. A convocação final será feita por Deschamps, em 12 de maio.

Dúvidas apenas na defesa.

A França se apresentou com Varane (Real Madrid) e Sakho (Liverpool), formando miolo de zaga. Kurt Zouma (Chelsea) se vê fora da EURO por lesão, havendo ainda Koscielny (Arsenal) como opção.

O problema maior se viu no decorrer da vitória contra a Rússia, em que os veteranos Evra (34 anos) e Mathieu (31 anos), as duas opções na lateral-esquerda saíram lesionados.

Mathieu em especial sofreu uma lesão no joelho direito, e tem por encerrada a sua temporada, uma vez que se submeteu a uma cirurgia.

Imagem dos jogadores da França contra a Rússia: Dean M. – Getty