Na última quinta-feira o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noël Le Graët anunciou a exclusão do atacante Karim Benzema da seleção bleu, por tempo indeterminado. A medida se dá em nome dos problemas judiciais que envolvem o atleta também do Real Madrid, desde o último mês de novembro.

Na França já se noticiava o intento de propôr um critério de “ficha limpa”, cabível a atletas que representem o país, após o indiciamento de Benzema que por sua vez, protagonizou uma tentativa de chantagem junto ao meia-atacante Mathieu Valbuena. Os dois jogadores estão inclusive impedidos de manter contato, devido a medida cautelar expedida pela justiça da França.

O periódico espanhol El País ressaltou palavras de Le Graët. O dirigente afirmou que se o caso não tiver resolução rápida Benzema não jogará a EURO 2016, que será sediada na França. Segundo Le Graët, há uma “porta entreaberta” para o atacante mas se não surgirem indícios a favor do jogador, ele não será convocado.

Oficialmente Le Graët enalteceu as qualidades de Benzema, incluindo suas aptidões futebolísticas que o fazem ser um dos principais atletas do Real Madrid. Porém, o dirigente afirmou que a FFF não poderia fica inerte, perante as graves acusações propagadas pela imprensa nos últimos meses. Le Graët ressaltou que trata-se de uma decisão “ética”.

O atacante acatou a decisão da FFF, expressando até mesmo confiança no próprio presidente da federação de forma pública, via Twitter. O Real Madrid, também expressou publicamente que lamenta a decisão da FFF, porém reiterou a confiança em seu jogador, que vem atuando normalmente em Madrid (Espanha).

Repercussão popular.

Segundo o El País, Le Graët afirmou que a Federação Francesa se posicionou como parte civil no caso conduzido pela juíza Nathalie Boutard. O dirigente disse alimentar esperança de que a juíza de prioridade ao caso, e que os envolvidos cheguem a algum tipo de acariação, o quanto antes.

Convém lembrarmos que Benzema foi acusado de chantagem e formação de quadrilha, ao notificar o meia-atacante Valbuena, de que este deveria pagar 150 mil Euros, em troca da não divulgação de um vídeo sexual. Associado a Karim Zenatti, um amigo de infância, Benzema notificou Valbuena do fato, nos bastidores da seleção francesa no início de outubro.

Formalmente, Benzema negou o intento e afirmou em depoimento à justiça francesa que “queria ajudar” Valbuena a se desvencilhar da situação. Disse tratar-se de um “mal entendido”. O atacante tem sido questionado pela opinião pública francesa, sobretudo após confirmar numa entrevista televisiva há poucos dias, que não tinha más intenções em relação à Valbuena. Pouco antes porém, escutas telefônicas plantadas pela justiça francesa e divulgadas pela imprensa, davam a entender os intentos criminosos de Benzema.

A emissora francesa BFMTV fez uma pesquisa onde 82% dos franceses desaprovaram a conduta de Benzema. O primeiro ministro francês Manuel Valls expressou recentemente a uma rádio local, que um “esportista deve ser exemplar, se não for, não terá lugar na equipe da França”. Em contraparte, o El País ressaltou que a decisão de Le Graët não se dá conforme nenhum índice de aprovação popular ou pressão midiática. Basicamente a FFF se negou a manter-se neutra, em meio à questão.

No passado recente da seleção bleu, as confusões nos bastidores do grupo que disputou o Mundial 2010 na África do Sul, foram questionadas até pelo ministério dos esportes francês. Eliminada na primeira fase daquela copa do mundo, notificaram-se diversos desentendimentos entre atletas e comissão técnica. O período também coincidiu com o processo judicial que envolveu o próprio Benzema, Franck Riberý e outros jogadores do time, que teriam solicitado o serviço de uma prostituta menor de idade. Na ocasião os acusados foram absolvidos.

A EURO 2016 será disputada entre 10 de junho e 10 de julho do ano que vem. O sorteio dos grupos acontecerá no próximo sábado às 15 hr (horário de Brasília).

Imagem de Benzema (camisa 10): Eric Gaillard – Reuters