Mês: junho 2010 (Page 1 of 9)

A nova bola da Série A

Eis a  nova bola do Campeonato Italiano, a Tracer, da Nike.

Ler mais

A nova Itália – Atacantes

Não faltam atacantes para uma boa Itália. Resta saber de que Itália estamos falando: a que tem uma defesa de aço ou a baba cannavelha. Cassano e Balotelli garantem muito talento, mas precisam de tática e de um centroavante forte na área. Prandelli tem como trabalhar, mas precisa de colaboração dos jogadores.

Ler mais

A nova Itália – Meio-campistas

Prandelli tem uma grande quantidade de opções no meio-campo, mas dificuldades na substituição de pontos cardeais como Pirlo. A escolha do esquema também será decisiva para saber quem deve ter mais chances. Decisivas as recuperações de De Rossi e Aquilani.

Ler mais

Um oportunista quer vaga de Capello

Pegue um cara que é técnico há 27 anos. Quantidade de títulos: uma copa da Inglaterra. TODOS seus ex-clubes estão falidos. Apesar de não vencer nada, é o quinto treinador mais rico da Inglaterra. Pois bem: esse é Harry Redknapp, 63 anos, treinador do Tottenham, que quer a vaga de Capello na Inglaterra.

Ler mais

A desnaturação africana e outras bobagens

A passagem de Gana para as quartas-de-final da Copa certamente são um fato positivo. Num Mundial no qual esperava-se muito das seleções africanas, Gana é a única que teve um grupo capaz de não dar vexame. Fracasso este que levantou a bola sobre de quem seria a “culpa” do  mau futebol africano nos mundiais. Resposta simples: deles mesmos.

Ler mais

A desnaturação africana e outras bobagens – II

Outro dia, um determinado colega dizia que o problema do futebol africano era que “tinha virado um centro de fornecimento para a Europa e por isso, só formava zagueiros e volantes”, aproveitando a força física do biotipo negro. Não é preciso ir longe localizar a besteira. O já citado Okocha, Drogba, Sulley Muntari e Eto’o não combinam com a hipótese e nem mesmo um “biotipo africano” existe como bloco.

Ler mais

A nova Itália – Zagueiros

Não é a safra mais empolgante de zagueiros da história italiana, mas o fragoroso fracasso sulafricano fará com que as promessas vistam as sandálias da humildade. Nem tudo está perdido. Bonucci, Ranocchia e Chiellini têm como fazer uma nova história italiana.

Ler mais

A nova Itália – Laterais

Talvez a posição que dará mais trabalho para Prandelli seja a de lateral. A Itália não tem ninguém aparentemente genial em sua safra, somente com Santon podendo evoluir o suficiente para fazer jus à defse mais tradicional do mundo. Prandelli invariavelmente trabalha com quatro jogadores atrás (exceção feita ao Verona, onde Camoranesi era o externo de meio-campo). Muito trabalho o espera naquela que é a posição sem dono – dos dois lados.

Ler mais

Page 1 of 9

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top