Para dizer a verdade

A reestreia de Robinho foi o que de pior poderia acontecer para ele e para a perspectiva da Seleção tê-lo em julho. Robinho em vinte minutos de futebol, foi reendeusado, remetido à condição de novo Pelé, mesmo depois de dois “flops” espetaculares em Real Madrid e Manchester City em fases que nenhum dos dois clubes tinha um jogador absolutamente sensacional na posição. Os questionamentos recentes de se comparar Pelé e Coutinho a Robinho e Neymar são tão, mas TÃO ridículos (tanto em grandeza como em pertinência técnica), que chegam a indignar.

Robinho caminha para um primeiro semestre de treinos em duas competições de nível técnico fraquíssimo –  Copa do Brasil e Estadual – que devem levá-lo a crer em sua onipotência futebolística. Salvo uma mudança de personalidade improvável, ele deve chegar à Copa do Mundo no pior de si: bem fisicamente mas se achando um Pelé melhorado. Zebus de plantão hão de levantar a bandeira do futebol alegre para celebrar Robinho agora, mas certamente o apedrejarão se ele fracassar num momento crucial da Copa do Mundo.

Numa entrevista anos atrás, quando ainda jogava pelo São Paulo, Raí definiiu o que fazia com que Dodô não jogasse o que podia. “Ele confia demais na técnica dele”. A observação é perfeita também para Robinho, um jogador tecnicamente extraordinário mas que acredita ser uma sumidade que não é, nunca foi e que cuja carreira internacional sugere que dificilmente virá a ser. A cada drible desconcertante que der em cima de um zagueiro toscobil do Monte Azul, Robinho estará mais longe do que a Seleção precisa que ele seja.

Anteriores

Pataquada

Próximo

Estádio do Corinthians

14 Comments

  1. Ramon

    Mas a final da Libertadores será somente após a Copa do Mundo. Ainda há tempo?

  2. Raphael

    ele como jogador de futebol é ótimo, como profissional de futebol, péssimo… se reencontrasse o seu futebol, e conseguisse criar juizo na cabeça, sem dúvida seria um dos grandes jogadores do mundo… mas ai ele vem com papo de “quero ser o melhor da Copa, e etc.”

  3. Cassiano Gobbet

    Essa do Falcão é excelente. Pena que 1% dos jogadores tenha tutano para entender e colocar isso em prática.

  4. Cassiano Gobbet

    O Robinho tem toda condição de jogar na Seleção. Só precisa jogar.

  5. Cassiano Gobbet

    Calma meu amigo, calma. Não coloque o carro na frente dos bois. Ele jogou meia dúzia de partidas no Carioca. Quero ver tamanha tranquilidade numa final de Libertadores com o Flamengo no Maracanã. Ronaldo, no ano passado, também era dado como morto. na final da Copa do Brasil, havia um clamor popular e mediático obsceno. abs

  6. Ramon

    Ainda acredita na convocação do Love?

  7. Tuiuan

    Gilson, tocou num ponto que eu esqueci, as vezes quando vejo o Hernanes jogar, vejo ele fazer alguns lançamentos e passes, ou tentar alguns dribles e fico pensando “o cara acha que é o Zidane com o Maradona”, mas o que vc falou é o mais correto, é displicência mesmo. Se ele colocar a cabeça no lugar joga demais,

  8. Tuiuan

    Michel, também pensei nisso, mas convenhamos, o Mourinho ta num ninho de cobras…

  9. Também lembrei do Cassiano quando ouvi a notícia sobre a prisão da quadrilha que supostamente planejava o sequestro de Mourinho. Não entrei em detalhes, mas imagino que seja grana e não vingança.

    Concordo com o Gílson sobre Hernanes.

  10. rodrigo

    bom ouvir a opiniao de uma pessoa que entende. no meio de tanta besteira que eu ouvi e li depois que o robinho voltou e fez gol “antologico”. ele voltou a ser convocado e ninguem contestou. ate a trivela entrou na onda. que fase essa da midia brasileira nao?

  11. Gilson

    Acho que o “problema” do Hernanes é outro. Ele, assim como o Miranda, já percebeu que está perdendo dinheiro, muito dinheiro!, aqui no Brasil. Não tem como isso não mexer com a cabeça.

    Posso estar enganado, mas, vendo as coisas de longe, creio que é por aí.

  12. Gilson

    Não acho que ele tenha ido tão mal assim em Madri. Embora reconheça que ele saiu daqui dizendo que esperava que o clube merengue o catapultasse ao posto de melhor do mundo e, na média, a performance dele ficou bem aquém disso.

    Minha irmã inglesa tem uma tese curiosa acerca das dificuldades enfrentadas por ele e outros brazucas na Europa. Segundo ela, os jogadores muito habilidosos saem daqui achando que apenas isso basta para alcançarem o suceso. E, para piorar, em alguns casos eles esperam que a torcida na Europa reaja da mesma forma que aqui. Assim, ficam tentando dribles e jogadas de efeito quando o que o torcedor normalmente pede é jogo coletivo e gols.

    Ano passado vi um programa esportivo em que o Falcão, instado pelo apresentador a dar um conselho a Kaká, Pato e Thiago Silva, disse que existem dois passos básicos para se dar bem na Europa: aprender rapidamente o idioma para, depois disso, tentar entender o modo de pensar das pessoas – saber como elas vivem, o porquê de determinados hábitos, escolhas etc.

  13. Gilson

    Não acho que ele tenha ido tão mal assim em Madri. Embora reconheça que ele saiu daqui dizendo que esperava que o clube merengue o catapultasse ao posto de melhor do mundo e, na média, a performance dele ficou bem aquém disso.

    Minha irmã inglesa tem uma tese curiosa acerca das dificuldades enfrentadas por ele e outros brazucas na Europa. Segundo ela, os jogadores muito habilidosos saem daqui achando que apenas isso basta para alcançarem o suceso. E, para piorar, em alguns casos eles esperam que a torcida na Europa reaja da mesma forma que aqui. Assim, ficam tentando dribles e jogadas de efeito quando o que o torcedor normalmente pede é jogo coletivo e gols.

    Ano passado vi um programa esportivo em que o Falcão, instado pelo apresentador a dar um conselho a Kaká, Pato e Thiago Silva, disse que existem dois passos básicos para se dar bem na Europa: aprender rapidamente o idioma para, depois disso, tentar entender o modo de pensar das pessoas – saber como elas vivem, o porquê de determinados hábitos, escolhas etc.

  14. Tuiuan

    Cassiano vi uma notícia no Sportscenter ontem e lembrei-me de você

    A notícia dizia que fora desmantelado pela policía italiana um plano para seqüestrar José Mourinho.

    Lembrei-me de seus comentários de que Mourinho estava criando inimigos demais num país onde a maior virtude é não tê-los e que a vingança podia vir no momento em que ele menos esperava.

    Quanto a afirmação de Raí, você não acredita que o mesmo hoje não está se aplicando a Hernanes?

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top