A segunda rodada da Premier League 2016/2017 iniciou-se na última sexta-feira, exatamente com o Manchester United recebendo o Southampton, em Old Trafford (Manchester/Inglaterra).

Após ter batido o Bournemouth por 3×1 fora de casa na primeira rodada, o time red devil promoveu a estreia oficial de José Mourinho em seus domínios, pelo campeonato inglês. O design tático do time agora com Paul Pogba, finalmente pode ser visto.

Manchester United

Mourinho deu titularidade ao francês Pogba que fez a sua estreia com a camisa do United. O alinhamento inicial teve De Gea, Valencia, Bailly, Blind e Luke Shaw. Fellaini, Pogba, Juan Mata e Martial. Rooney e Ibrahimović. É possível descrever o módulo tático num “falso” 4-4-2. O time pode se dispôr com três homens de frente, dependendo das circunstâncias.

Mourinho adequou o meia equatoriano Antonio Valencia, à lateral-direita. No meio-campo, o francês Martial está postado como externo esquerdo. O avanço alternado destas duas peças, possibilita um terceiro homem à frente aglutinando-se à dupla Rooney/Ibrah. Logo o desenho tático pode variar o 4-4-2, para o 3-4-3 ou 4-3-3. O 3-4-3 se dá quando Valencia se aglutina ao meio, mas valendo ressaltar que Luke Shaw na lateral-esquerda, também tem alguma vocação ofensiva.

O treinador sanou a decrepitude do miolo de zaga, onde o recém contratado Eric Bailly surge como titular, formando dupla com o versátil holandês Daley Blind. O marfinês Bailly (22 anos) ex-Villarreal (Espanha), tem perfil que lembra muito Michael Essien (zagueiro de origem, posteriormente volante), “inventado” por Mourinho em seus tempos de Chelsea.

O conjunto do Manchester United permite um meio-campo de forte imposição física, com Paul Pogba um pouco mais recuado. A ele Pogba, Juan Mata e Wayne Rooney cabem a responsabilidade do aspecto criativo das jogadas de ataque.

O United venceu o Southampton em detalhes proporcionados pela qualidade técnica de Zlatan Ibrahimović, que anotou os dois gols. O primeiro de cabeça aos 36 min e o segundo aos 52 min, após converter pênalti duvidoso sofrido por Luke Shaw. Os red devils ostentaram apenas 43% de posse de bola.

A equipe de Mourinho criou menos chances de gol que os adversários (7 contra 12), tendo porém maior eficiência. Das sete finalizações, quatro foram em gol contra apenas uma boa finalização das doze chutadas pelo Southampton. O novo United alia segurança defensiva, vigor físico e atletas diferenciados.

Fora o que se vê em campo, Mourinho mostra de forma surpreendente obediência aos gestores do clube, dando titularidade a investimentos caros feitos nos últimos dois anos. O espanhol Mata, desafeto do treinador no Chelsea, custou cerca de 37 milhões de Libras, ao passo que Martial foi adquirido por 57 milhões de Libras em 2015.

Southampton

A equipe de Southampton Hampshire foi sexta colocada na última edição da Premier League. Nos últimos anos, o time brigou por vagas em competições europeias, graças ao trabalho do agora ex-treinador e antigo ídolo holandês Ronald Koeman. Nesta nova temporada, Koeman deixou o time substituído pelo francês Claude Puel.

O alinhamento inicial teve Forster, Cédric Soares, José Fonte, Van Dijk, Targett, Oriol Romeu, Hojbjerg, Davis e Tadić, Long e Redmond. O time se desenha num 4-4-2 tipicamente inglês, dotado de grande impostação física. Aliado a isso, revela-se mentalidade holandesa de manutenção da posse de bola, e criação de muitas ocasiões de gol.

Tal mentalidade se expressa no alto índice de posse de bola ostentado pelo Southampton (57%), diante de um Manchester United dentro de seu próprio Old Trafford. Porém a diferença técnica para com o rival, justifica plenamente a derrota do esforçado time treinado por Claude Puel.

Vale ressaltar que a defesa do Southampton conta com os portugueses Cédric Soares e o capitão José Fonte, integrantes do grupo lusitano vencedor da EURO 2016. Consta que Fonte pode se transferir para o United, ainda antes do fim da janela de transferências.

Em segundo lugar na tabela com 6 pontos, o Manchester United volta a campo no próximo sábado visitando o Hull City.

Imagem de Ibrahimović (a direita) marcado por adversário do Southampton: Darren Staples/Reuters