Nesta último domingo, a seleção da França obteve a última vaga para as semi-finais da EURO 2016, que está sendo realizada em território francês. Os bleus bateram a Islândia e se juntaram à Portugal, País de Gales e Alemanha. Os quatro semi-finalistas começam a jogar entre si, nas próximas quarta e quinta-feiras.

Os jogos das quartas de final da EURO começaram a ser realizados na última quinta-feira 30/06. Polônia e Portugal fizeram o primeiro confronto em Marselha, com os times empatando em 1×1 no tempo regulamentar. O artilheiro polonês Robert Lewandowski abriu o placar logo no início, com o jovem meia lusitano Renato Sanches empatando, ainda na primeira etapa.

A partida se estendeu pela prorrogação, culminando em disputa de pênaltis onde os lusitanos saíram vitoriosos. Portugal avançou tendo a marca negativa de cinco partidas sem vencer (cinco empates), na atual edição da EURO. Já os poloneses fizeram uma campanha honrosa, com várias peças de seu elenco tendo se valorizado.

Na sexta-feira a seleção do País de Gales mostrou sua força diante da badalada Bélgica, em Lille. Os galeses talvez sejam “zebras” apenas no aspecto tradição. Em campo a equipe liderada pelo meia Gareth Bale mostrou excelente jogo coletivo, empatando e virando um jogo diante do talentoso time belga.

Nainggolan abriu o placar para a Bélgica, acertando chute de fora da área aos 13 min. Williams empatou para os galeses aos 35 min. Na segunda etapa, Robson-Kanu virou aos 55, após jogada envolvendo lançamento primoroso de Bale para Ramsey, que cruzou para o atacante finalizar.

Vokes deu números finais à partida aos 86 min. Os talentos ofensivos belgas como Hazard, De Bruyne e Carrasco, naufragaram demonstrando absurda inconsistência defensiva, além de um jogo coletivo nulo, quando a equipe perdia a posse de bola. Os 3×1 impostos pelos galeses não surgiram por acaso.

No sábado Alemanha e Itália fizeram um clássico continental disputado, que acabou empatado em 1×1 no tempo regulamentar e prorrogação em Bordeaux. O Nationalelf deve dificuldades para se impôr diante da Itália e a disputa de pênaltis também se estendeu, culminando no resultado de 6×5 para os alemães.

Neste domingo em Saint-Denis (Paris), a seleção francesa não tomou conhecimento da surpresa Islândia. A equipe de Didier Deschamps precisou de pouco menos de 20 min para impôr um placar de 2×0. A qualidade técnica dos franceses fez a diferença, mesmo com os desfalques dos suspensos Rami e Kanté.

A contagem final acabou em 5×2 para a França, que eliminou a simpática seleção da Islândia. Anotaram para os franceses Giroud (2 gols), Pogba, Payet e Griezmann. Descontaram para os islandêses Sigthórsson e Bjarnason.

Veja os confrontos das semi-finais:

Quarta-feira 06/07: Portugal x País de Gales, 16 hr.
Quinta-feira 07/07: Alemanha x França. 16 hr

Portugal e País de Gales devem fazer um confronto disputado e que vai opor os dois atletas mais importantes do elenco do espanhol Real Madrid, o lusitano Cristiano Ronaldo e o galês Gareth Bale. Os galeses levam vantagem no aspecto físico, uma vez que os portugueses disputaram prorrogações nas oitavas e quartas de final.

Já o duelo entre Alemanha e França mostra algum favoritismo francês, devido ao fato dos bleus terem apoio da torcida. Pelo lado alemão o treinador Joachim Löw aguarda recuperação física de Khedira e Gómez, que saíram de campo lesionados no decorrer da partida contra a Itália. O zagueiro alemão Hummels também será desfalque por suspensão automática, devido ao terceiro cartão amarelo recebido.

No Brasil as partidas seguem sendo transmitidas pela Band e Sportv, com possibilidade da Globo exibir alguns confrontos.