O clube andaluz Real Betis se prepara para o início de La Liga espanhola 2015/2016. A equipe conseguiu retornar à elite do futebol espanhol, após finalizar a última temporada enquanto campeã da Liga Adelante (segunda divisão). A imprensa local destaca o intento do time andaluz em manter-se na primeira divisão sem muitos sustos, o que aparentemente deve acontecer.

Na década passada o Betis se configurava enquanto força média da Espanha. Na primeira metade dos anos 2000 o time conseguia obter índice para disputas de Champions League, inclusive. Naquela época a equipe tinha jogadores brasileiros de destaque, tais quais o pentacampeão Denilson (hoje comentarista da Band), o volante Marcos Assunção e o atacante Ricardo Oliveira (hoje no Santos).

Este período contabilizou oito temporadas seguidas na elite espanhola e o time passou a disputar a segunda divisão com frequência desde 2009. A última queda se deu ao fim da temporada 2013/2014. O Betis no entanto é um dos nove clubes que venceram apenas uma vez o campeonato espanhol, tendo faturado a sua conquista numa longínqua temporada 1934/1935.

A recente queda para a divisão inferior se deu em consequência de limitações financeiras que fustigam alguns clubes menores da Espanha. No último dia 31 de julho expirou uma medida cautelar que determinava que a administração do clube caberia a um administrador judicial, segundo informou o periódico El País.

O trâmite se deu após constatadas irregularidades na gestão de Manuel Ruiz Lopera, que deve voltar a ser o mandatário do clube andaluz. O clube deve formalizar em 23 de setembro uma assembléia que provavelmente re-colocará Lopera no comando, uma vez que ele mesmo detém 20% das ações do clube.

O elenco.

A principal contratação para a temporada foi a do veterano meia holandês Rafael Van Der Vaart, revelado pelo Ajax e que atuou pelo Real Madrid, na metade da década passada. Van Der Vaart estava no Hamburgo da Alemanha e desfalcou a seleção holandesa no Mundial de 2014, devido a uma lesão.

A comissão técnica andaluz torce para que o meia esteja apto a estrear na primeira rodada de La Liga no dia 22 de agosto. Van Der Vaart tem um longo histórico de lesões e trata um problema no joelho. O time-base a disposição do treinador Pepe Mel permanece onde o goleiro Adán e a dupla de ataque Ruben Castro e Jorge Molina, são destacados pela imprensa espanhola.

Castro e Molina anotaram juntos 191 gols desde que foram contratados pelo Betis em 2010. O meia Dani Ceballos de apenas 18 anos também é uma aposta, tendo atuado na última temporada em 35 partidas e fazendo cinco gols. Mais além a defesa terá novas peças. Chegaram os zagueiros Germán Pezella (argentino, vindo do River Plate) e o veterano Westermann (alemão, ex-Hamburgo).

Para a lateral-esquerda o peruano Vargas (ex-Fiorentina) foi adquirido. Completam as novas aquisições o defensor egípcio Tarek e o volante brasileiro Petros, contratado junto ao Corinthians. Segundo o El País, o Betis dispendeu cerca de sete milhões de Euros para reforçar seu plantel.

A temporada 2015/2016 será a quinquagésima temporada da história do clube, detentor de 41 mil associados. Além disso, a presença do time alviverde faz com que derby andaluz entre Betis e Sevilla volte a acontecer em La Liga.

Imagem de Van Der Vaart em sua apresentação: Marcelo Del Pozo – Reuters.