Preview da temporada: Napoli

Investimentos: €40 milhões, mais ou menos.
Reforços: Pandev, Inler, Britos e Dzemailli.
Ausências: a bem da verdade, ninguém.
Técnico: Walter Mazzarri.
Destaque: Edinson Cavani.
Aposta: Federico Fernandez, defensor de 22 anos.
Ponto fraco: expectativas de uma torcida e imprensa fanáticas sempre muito além da realidade.
Luta por… vaga na Liga dos Campeões.
Na temporada… passada, o Napoli saiu da luta pelo título graças à endopressão que aplica a si mesmo. O time, assim como times de torcidas fanáticas no Brasil (Corinthians e Flamengo in primis), se imagina muito melhor do que é e assim, espera a lua de presente. O Napoli tem um elenco completo, uma torcida que empurra e entrosamento, mas falta ao time a maturidade para disputar títulos que normalmente vem somente com os anos. O ataque napolitano é espetacular – Cavani e Pandev não devem nada a nenhuma dupla de ataque na série A e o meio-campo é forte e criativo, com Hamsik, Gargano e Inler prontos para combater quem quer que seja. O que o Napoli precisa provar que tem é a serenidade de não se achar melhor que o Barça (como o amistoso de verão provou) nem achar que depois de perder dois jogos os jogadores têm de ser punidos. Mazzarri é um treinador competente, mas lembra muito Jair Picerni no aspecto psicológico, e isso afeta o rendimento do time. A zaga  não fornece toda aquela confiança – Cannavaro II, Campagnaro e Aronica não são extaamente monstros, mas o time escala dois laterais nas externas do meio-campo para assegurar melhor cobertura. Para ser campeão, Mazzarri precisa segurar o hype depois das vitórias para evitar o desgoverno com as derrotas. Flamenguistas e corintianos pedem para ser avisados da receita, pois seguramente fariam bom uso dela.

Anteriores

Preview da temporada: Milan

Próximo

Preview da temporada: Novara

4 Comments

  1. Cassiano Gobbet

    Interessantíssimo, mas não vence o scudetto, a menos que consiga 2-3 nomes excelentes para a defesa. Série A pode até se vencer com ataque ruim, mas com defesa ruim, não lembro. abs

  2. As opções na defesa melhoraram extremamente com as chegadas do Fernandez e Britos. No meio-campo, Inler foi uma excelente contratação, e na frente, Pandev certamente será uma ótima alternativa ao longo da temporada.

    Um elenco que se qualificou muito, mas que terá uma pressão enorme, pela ótima temporada passada que realizou, o alto investimento, e a bem descrita “endopressão”.

    O elenco dessa temporada é superior a da anterior, mas é sempre bom lembrar que o Napoli conquistou inúmeros pontos com gols nos minutos finais, na base da pressão/marra/sorte. Como admirador do Napoli, torço para que consiga brigar de fato pelo titulo e realizar uma boa temporada, e quem sabe, sem muita pressão, já que se pretende se consolidar como uma das forças na Itália, vai precisar de paciência para obter experiência ao longo dos torneios.

  3. Anônimo

    uma equipe vitoriosa se faz com gente acostumada a vencer; nenhum desses que chegaram estão acostumados a vencer. Falta tbm um jogador que apaixone o público e coloque partidas de pernas pro ar como fazia Maradona. Hamsik é marketing. Se tivesse cabelo discreto e não tivesse tatuagens jogaria no Pescara…

  4. Anônimo

    Defesa ainda frágil, mas o meio-campo foi muito bem reforçado com a contratação do Inler. No ataque, Mazzarri poderá descansar seus titulares com a presença de Pandev.

    Mercado realmente interessante.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top