A Série A da Udinese

Posição final: 4º lugar.
Em agosto estará na… Liga dos Campeões, pela segunda vez na história.
Técnico: Francesco Guidolin.
Destaque: Totó Di Natale, 28 gols e 7 assistências.
Calcanhar de Aquiles: faltas – foi o segundo time mais faltoso, perdendo só para a Sampdoria.
Na temporada… a Udinese foi brilhante. Sem torrar dinheiro desgovernadamente (um gasto de menos de €12Talento comprovado...Alexis Sanchez milhões), o time do Friuli bateu a concorrência de clubes muito mais caros como Juventus, Palermo e Fiorentina. Guidolin montou um módulo que lhe é muito caro, o 3-5-2, para jogar sem um atacante fixo e fazer incursões de externos o tempo todo. Além disso, consolidou nomes desconhecidos como Asamoah e Benatia e ainda fez de Alexis Sanchez uma estrela de renome europeu. O chileno é um craque em potencial subapreciado no Brasil porque de um modo geral, o brasileiro acha que craques só nascem aqui. Vale lembrar que Pablo Armero, escorraçado como um cão sarnento do Parque Antártica, foi um dos melhores externos do torneio. A Udinese teve uma temporada absolutamente perfeita. Título? Para isso, precisaria ter tido uma temporada milagrosa – e isso está além da competência.

Anteriores

A Série A da Lazio

Próximo

UcraniManos e CorintiManos

5 Comments

  1. E pelo jeito a venda do Alexis Sanchéz já deve bancar o time inteiro essa temporada mais algumas contratações. Cabe a eles decidir se é hora de faturar ou hora de montar um time ainda mais competitivo; sem esbanjar, obviamente.

  2. Temporada excepcional, com um time que teve um inicio muito ruim, mas a direção apostou no trabalho de Guidolin e colheu os resultados ao final da temporada, com a vaga na LC e um time extremamente valorizado.

    Uma equipe que praticou o futebol mais bonito da Itália, num esquema com muita movimentação e bastante ofensivo.

    Pra mim a grande descoberta foi o Benatia, zagueiro que veio da 2a ou 3a divisão francesa e além de cumprir com suas atribuições defensivas, ainda teve boa presença no ataque.

    Obviamente o elenco se valorizou e muitos sairam… aguardo para ver a equipe na próxima temporada, sem alguns importantes jogadores e com seus movimentos de mercado que embora possam parecer tímidos, acabam por ser certeiros. E torço para que não repitam o papel da Sampdoria na temporada passada.

  3. Kazuo Aoki

    Fazer Armero render foi o genial. Me lembro da primeira participação da Udinese na CL então. Quando pegaram o Barcelona 2006 na primeira fase, partidas hilarias por parte da Udinese com um tecnico cujo nome não lembro, mas usava um bonézinho na cabeça!
    Abs

  4. Anônimo

    Já não é a primeira vez que Guidolin faz esse tipo de trabalho. Ele teve sucesso treinando o Bologna no começo dos anos 2000 jogando no 3-5-2 também. Ele também fez bons trabalhos num Palermo em construção… Tenho curiosidade em ver esse cara treinando um time de ponta da Itália.

  5. Anônimo

    tradicionalmente sempre tem goleadores: Balbo, Bierhoff, Amoroso, Di Natale…

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top