Apresentação da temporada – Sampdoria

É um excelente time médio. A contradição relativa da observação é a melhor definição da Sampdoria, um dos clubes mais bem dirigidos da Itália. Não torra em contratações estrambólicas, recupera jogadores, aposta na base e em jogadores italianos e joga um bom futebol. O problema é ambicionar mais que isso.

Domenico Di Carlo, autor de uma temporada excelente no Chievo, foi chamado para substituir Luigio Delneri e manteve a base do antecessor. É um 4-4-2 bem britânico, com dois laterais que apoiam os dois externos que buscam a linha de fundo. No time titular, só os laterais não são italianos.

Dois destaques na Samp. O primeiro, e mais famoso, é sua dupla de ataque de Cassano e Pazzini, uma parceria ideal de física, talento e técnica; a segunda, menos decantada, mas igualmente excelente, é a de medianos, com Palombo regista e Poli meio-campista puro.

O problema da Samp está numa defesa que não tem nenhum jogador maiúsculo e depende muito do trabalho defensivo dos medianos. É possível que o time precise buscar reforços no setor em janeiro.

Sampdoria (4-4-2): Curci; Stankevicius, Gastaldello, Lucchini, Ziegler; Semioli, Palombo, Poli, Guberti; Pazzini, A. Cassano.

Treinador: D. Di Carlo.
Ponto Forte: dupla de ataque, uma das melhores da Itália.
Ponto Fraco: elenco defensivo.
Promessa: A.Poli (meio-campista).
Destaque: A. Cassano (atacante)

Prognóstico: vaga da Europa League.

Clique aqui e veja a lista de transferências na Itália em 2010.

Anteriores

Apresentação da temporada – Roma

Próximo

Apresentação da temporada – Udinese

2 Comments

  1. Raphael

    por ai mesmo, se tivesse uma defesa melhor, incomodaria mais.

  2. Boni dos Santos

    assino embaixo.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top