Apresentação da temporada – Roma

A Roma contratou Adriano mas não confia nele. É nítido. Borriello e Adriano não são naturalmente parceiros, mas competidores. Se Adriano jogar 100% do que pode, é titular, senão, Borriello é muito mais regular que ele. Esse problema é um problema a mais do que o gerenciável para quem já tinha de administrar Francesco Totti.

Totti é um jogador de extrema qualidade, mas é “caseiro” e joga numa posição que exige muito fisicamente. A Roma de Spaletti era montada em sua função e quando ele não estava, o time caía, porque na posição, ou se é muito bom ou se é um zero a esquerda. Com o problema Adriano-Borriello, o gerenciamento do ataque passa a ser dobrado em termos de dor de cabeça, uma vez que os três estejam bem.

O time romanista é muito entrosado e tem uma defesa e um meio-campo de grande qualidade. Além disso, tem Vucinic, um dos melhores atacantes da Europa que só não foi vendido porque a Roma pede muito. O problema de equilíbrio na frente é o drama da temporada. Se Ranieri administrar isso, pode concorrer, como zebra, ao título (mas zebra mesmo…)

Roma (4-2-3-1): Julio Sergio; Cassetti, Mexes, Juan, Riise; Taddei, De Rossi, Pizarro; Menez, Totti, Vucinic; Adriano (Borriello).

Treinador: C. Ranieri.
Ponto Forte: setor ofensivo.
Ponto Fraco: muitas estrelas para posições parecidas.
Promessa: A. Rosi (lateral)
Destaque: M. Vucinic (atacante)

Prognóstico: luta por vaga na LC.

Clique aqui e veja a lista de transferências na Itália em 2010.

Anteriores

Craque boçal

Próximo

Apresentação da temporada – Sampdoria

11 Comments

  1. Cassiano Gobbet

    Bem observado. abs

  2. Cassiano Gobbet

    Boni, o apelido da Roma até uns anos atrás era “Rometta”. Em termos de resultados, é um time modesto. Tem reverberação por ser da capital, claro. E a Inter só tem sparrings depois de Calciopoli, Entre 89 e 2006, a sparring era ela. abs

  3. Rafael Borges

    Com Menez ou Taddei numa ponta e Adriano ou Borriello no comando de ataque, o time seria mais feio sim, porém seria mais forte. É verdade que falta talento no futebol italiano, mas duvido que a Roma não gostaria de ter um Hamsik ou um Pastore da vida. Além do mais, acho que tá na hora do De Rossi assumir de vez o posto de bandeira do time, afinal, ele já tem 27 anos… E eu acho que pra ser um ‘craque’ não é preciso ser tecnicamente tão brilhante quanto o Totti. O Ballack em 2002 não era, mas foi muito importante para o Leverkusen e para a Alemanha.

  4. Boni dos Santos

    acho que sacar Totti e pragmatizar o time com dois bombers (Borriello e Adriano) e dois esternos (Vucinic e Taddei) significa “enfeiar” o futebol da equipe e ser menos objetivo. Em toda a Italia, de Milão para baixo nenhuma cidade tem um jogador tecnicamente superior a Totti…

  5. Rafael Borges

    Eu acho que a Roma não precisa jogar com um trequartista sempre. Acho sim que o tempo do Totti e do Del Piero já está acabando, diria até que eles já estão nos acréscimos do segundo tempo… A Roma pode muito bem jogar num 4-3-3 com Vucinic, Adriano/Borriello (aliás não vejo problema nenhum em ter os dois no elenco, Adriano é o titular, mas é uma bomba relógio, por isso ter um plano B minimamente confiável é bom) e Menez ou Taddei no outro lado. No meio campo, Simplício ou Brighi dariam uma sustentação melhor para o Pizarro, assim o meio campo ficaria mais sólido.

  6. Boni dos Santos

    as pessoas questionam Totti, mas diga se no elenco ou nas equipes menores tem alguém capaz de fazer a diferença?
    a coisa não é tão simples a ponto de dizer “compra o Tosic que ele faz a diferença”. Não é simples assim..eu prefiro o Totti andando do que 75% dos trequartistas e atacantes que circulam pelo calcio.

  7. Gilson

    Alguns jogadores realmente importantes na equipe já começam a sentir o peso dos anos e as opções no banco não são tantas assim.

    Tenho curiosidade para ver qual rumo irá tomar o Mèxes em janeiro. Parece pouco provável que ele permaneça depois da próxima janela.

  8. Rafael Borges

    Por incrível que pareça eu acho que a Roma tem que pensar em viver sem o Totti, ele já não é nenhum garoto e tende a se lesionar facilmente, o time depende dele, mas acho que Totti já não pode retribuir a ‘demanda’ regularmente. Além do mais, todo o lado direito (Cassetti e Menez) é fraco.

  9. Rafael Canova

    A Roma tem um bom time, mas falta elenco. Quando tem que rodar jogador, o time cai demais. Ano passado a arrancada só começou depois da eliminação na Liga Europa, quando o foco foi só o italiano. Nessa temporada se dividindo com UCL acho que não dá conta de brigar no topo.

    Mas deve fazer fazer uma temporada melhor que a inócua Juventus do Delneri que leva hat trick de um polonês em Turim.

  10. Raphael

    Olho sempre na Roma, e vejo que falta algo para ela ser um time forte na Europa, embora olhando o elenco, você veja ótimos jogadores. Pra mim, por mais que Julio Sérgio tenha feito uma boa temporada, se a Roma quisesse lutar efetivamente pelo titulo, teria que trazer um goleiro de nivel, Frey por exemplo, e um lateral-direito bom. Não começou a temporada bem, e Totti já começou a questionar Ranieri, e ainda temos um Adriano Maluco no elenco. Veremos onde isso dá.

  11. Boni dos Santos

    eterna ‘sparring’ da Inter..

    a primeiro nocaute interista que vi foi na minha infância, em 91 quando a Inter ganhou a Copa Uefa em cima deles, assisti esse jogo tomando café e brincando de futebol de botão. De lá pra cá raramente vi a Roma ganhar da Inter..

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top