Tragédia anunciada

A semifinal da Copa da África entre Egito e Argélia é uma tragédia anunciada, aliás tristemente coerente com esta edição da Copa Africana de Nações. Os dois países protagonizaram uma balbúrdia na repescagem da copa, são vizinhos geográficos e apesar de dividirem a mesma religião, nutrem uma viva rivalidade. Hoje o dirigente do Bayerm Uli Hoeness, disse que a organização da Copa do Mundo na África do Sul é uma temeridade. Se os dirigentes angolanos queriam uma chance de provar que Hoeness está só sendo preconceituoso, eles têm uma.

Anteriores

Vagabundagem premiada

Próximo

Fim de ciclo – dentro e fora de campo

3 Comments

  1. Gilson

    Vi uma pequena parte do jogo de Gana ontem, basicamente o gol que definiu a partida, e, para meu espanto!, os caras que transmitem a CAN estão utilizando imagens refletidas como as do Cover Flow do iTunes no placar, substituições etc.

    Depois dessa praga ter infestado a internet, agora chega nas partidas de futebol. A África, como definiu a The Economist 10 anos atrás, é o continente perdido. Ninguém merece isso!

  2. Gilson

    Vi uma pequena parte do jogo de Gana ontem, basicamente o gol que definiu a partida, e, para meu espanto!, os caras que transmitem a CAN estão utilizando imagens refletidas como as do Cover Flow do iTunes no placar, substituições etc.

    Depois dessa praga ter infestado a internet, agora chega nas partidas de futebol. A África, como definiu a The Economist 10 anos atrás, é o continente perdido. Ninguém merece isso!

  3. Boni dos Santos

    Não seria bacana Copas do Mundo somente na Europa. Mas em se tratando de África, havia outras opções melhores como Marrocos e Egito. São mais carismáticos.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top