(Verdades e mentiras sobre) Corinthians x Flamengo

O jogo da semana é Corinthians x Flamengo. Por muitas razões. É o jogo que tem mais interesse para a TV (a audiência da Globo deve bater recordes no fim de semana), são as duas maiores torcidas do Brasil, o Flamengo luta pelo título, tem Ronaldo – que gordo ou magro ainda é Ronaldo. Tem Adriano. Tem um monte de coisas. Tudo para um jogo eletrizante.

Junto com o rumor que agora acompanha as partidas que o Flamengo não consegue vencer – que houve “mala branca” para o adversário – agora torcedores e jornalistas corintianos ou não falam que o Timão entregará o jogo para o Flamengo para atrapalhar Palmeiras e Corinthians. É cômodo, porque se o Corinthians perde, paira aquela aura de provocação ao rival. Se ganha, mostrou que tem aquilo roxo, como dizia o presidente mais obsceno que o Brasil já teve. O ponto é que eu não vejo o Corinthians vencendo a partida, mas não porque queira atrapalhar SP e Palmeiras. Mas porque não consegue. O Corinthians perdeu para o Náutico. O Corinthians perdeu para o Sport e Atlético-PR. Isso só para falar da turma que namora o rebaixamento. Visivelmente o ano acabou para o Corinthians na final da Copa do Brasil. E porque iria fazer frente a um time que tecnicamente é superior e que está extremamente motivado? “Ah, mas Ronaldo é Ronaldo”. Verdade. É a única chance do Corinthians. Ronaldo.

Lédio Carmona tinha dito na semana passada em seu blog que Corinthians x Flamengo era o jogo do título. Concordei. Hoje não concordo mais. As patinadas de São Paulo e Fla no final de semana mostraram que o torneio está aberto demais. Times perdem jogos fáceis e ganham difíceis. A coisa pode se fechar, caso o Flamengo perca e o São Paulo vença, porque mesmo com a chance de Inter e Palmeiras, vencendo, chegarem à última rodada com o mesmo número de pontos, precisariam de uma derrota ou empate do Tricolor em casa (Morumbi ou não, não fará a menor diferença, contra ou a favor) para o Sport. Daí, nem se mandarem a Samsonite e a Primicia para Recife adianta.

Anteriores

Indicações de craque do Brasileiro – comentadas

Próximo

Sem reclamação, mas com reclamação

3 Comments

  1. Gílson,
    Kia não só está na Inglaterra como continua sendo agente de Tévez. Além disso, as principais investidas do City no mercado são intermediadas por ele.
    O Kaká, por exemplo, disse com todas as letras que o Milan negociou com ele em janeiro. Além disso, ouvi no BB2 de ontem que ele mantem ligações como o Corinthians até hoje, manifestadas através do empresário Carlos Leite.
    Abs

  2. Gílson,
    Kia não só está na Inglaterra como continua sendo agente de Tévez. Além disso, as principais investidas do City no mercado são intermediadas por ele.
    O Kaká, por exemplo, disse com todas as letras que o Milan negociou com ele em janeiro. Além disso, ouvi no BB2 de ontem que ele mantem ligações como o Corinthians até hoje, manifestadas através do empresário Carlos Leite.
    Abs

  3. Gilson

    Um comentário que não tem nenhuma relação direta com o jogo, mas derivado de um evento que realmente chamou minha atenção na noite de ontem. Durante a partida de fundo das Finais do Tour Mundial da ATP envolvendo Federer e Del Potro, ocorrida na impressionante O2 Arena, em Londres, a televisão em determinado momento mostrou que Carlitos Tevez era um dos convidados do tenista argentino.

    Até aí nada demais, pois o Del Potro parece gostar bastante de futebol, sendo algo razoavelmente comum a televisão argentina mostrar a presença dele nas partidas do Estudiantes.

    O que foi incrivelmente curioso foi notar que ao lado de Carlitos estava um animado Kia Joorabchian. Fazia tempo que não via aquele cidadão. Nem sabia que ainda estava na Inglaterra.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top