Reforço na frente da zaga ou babau

Escrevo este post enquanto a Fiorentina ainda se esforça para não sair da Liga dos Campeões diante de um Sporting que não empolga nem um bacalhau. O esquema 4-2-3-1 de Cesare Prandelli é excelente no papel, mas não funciona no atual desenho. Sem Felipe Melo para travar a zaga, não bastam um Cristiano Zanetti fora de forma e, creio, nãobastarão nem mesmo Kuzmanovic e Montolivo em forma. É preciso que a Fiore busque um interditor que saiba reter a bola para distribui-la, aí sim, para Kuzmanovic e Montolivo, hábeis na imposição da manobra, especialmente com Vargas e Jovetic. Além disso, Gilardino precisa confirmar sua veia de artilheiro em meomentos nos quais o time precise dele. “Hat-tricks” contra o Lecce em casa não bastam.

PS: E olho em Jovetic. É ele – e não Mutu – o grande craque viola…

Anteriores

Celso Roth e o cavalo paraguaio

Próximo

Liga dos Campeões – GRUPO H (Arsenal, AZ, Olympiacos, Standard Liége)

3 Comments

  1. Gilson

    Concordo contigo quanto ao fato de ser necessário um jogador de marcação no meio-campo viola. Já quanto ao Vargas, respeito a tua opinião, mas tenho que dizer que ele contava com um esquema especial para proteger a defesa na hora em que decidisse apoiar o ataque quando estava no Catania. E isso acontecia quase sempre… Ele até se posiciona bem, possui boa técnica, alguma habilidade, mas, para a forma como vejo futebol, sofre do mesmo problema do Gilardino: é muito lento. É difícil encontrar um bom defensor sem explosão em espaço curto. Ontem, vi o segundo tempo da partida e no primeiro lance dele como lateral o cara perde uma disputa para o Liédson, que foi bem mais rápido do que ele no lance. E se o agora português cruza certo aquela bola… A viola ia para o saco.

    Mudando de assunto, que te pareceu o sorteio da CL?

  2. admin

    Gilson, o Vargas foi o melhor lateral-esquerado do campeonato retrasado no Catania jogando na defesa. Ele sabe defender sim. O problema da Fiorentina nos últimos anos tem sido o excesso de jovens promissores e a falta de zagueiros centrais realmente confiáveis. Pazzini, Montolivo, Jovetic, Osvaldo, eram todos jogadores que poderiam amadurecer bem, mas precisavam de alguém para orientá-los em campo. Nesse sentido o Cristiano Zanetti é uma boa contratação, mas a) não para ser titular absoluto e b) desde que o esquema conte com um outro interditor com mais fôlego.

  3. Gilson

    Tem mais corneta para soar nesse texto. No caso do Prandelli, por exemplo, na minha modesta opinião, existe um grande gap entre o status adquirido e sua real capacidade. Não é que ele não seja um bom treinador, mas demorar meio ano para descobrir que o Vargas não pode jogar na lateral por conta de sua total incapacidade em marcar a própria sombra é meio demais.

    Na temporada passada, a única apresentação deles que vi na CL foi aquela derrota para o Bayern na Allianz Arena. O criticadíssimo Klinsmann armou um esquema que aproveitou bem essa debilidade e a performance do peruano foi simplesmente lamentável. Ali ele já deveria ter mudado o esquema.

    E se o Sr. Corvino realmente for desembolsar € 16 milhões pelo Miranda, como dava conta o JT de ontem, ele também entra na dança. Se o Thiago Silva foi por € 10 milhões, o Miranda não pode ir por mais de 50% desse valor.

    Já não bastava torrar € 27 milhões em Vargas e Gilardino?

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top