Incongruências

– O clube vende três titulares e contrata, para compensar, Marcelinho Paraíba, Josiel, Sambueza, Fierro, Fernando e Fernandão. O time não se recupera e a culpa é do técnico, que não escalou os craques.

– A venda da camisa 10 – a maior vedete do clube – cai porque o camisa 10 quase não joga (era Sambueza) e a culpa é da camisa.

– O técnico de um time juvenil (Adílio) é demitido por “desgaste com o grupo”, sendo que numa divisão de base, um jogador não passa muito tempo na mesma equipe. Na competição seguinte (a Copa São Paulo), o desempenho é frustrante e a culpa é do bispo.

– Um diretor do clube(cujas credenciais para gerenciamento esportivo são desconhecidas, pelo menos para este jornalista) chama os outros times da cidade de “co-irmãos” e prega profissionalismo. Ah, sim, o diretor em questão “ameaça” o treinador de não contratar mais ninguém se os reforços que a diretoria escolheu não forem usados.

– O clube precisa de um técnico que consiga reger o cargo de técnico sob maior pressão no Brasil depois da Seleção Brasileira. O escolhido é um treinador que deixou os últimos três clubes em que trabalhou na zona do rebaixamento.

– O clube tem a maior dívida do Brasil e quase perde um excelente contrato de patrocínio por causa disso, mas mesmo assim, fala em contratações que ganham mais de R$ 500 mil por mês (Adriano e Zé Roberto).

– Depois de meses criando caso com o fornecedor de material esportivo, o clube vê o maior jogador do futebol brasileiro recente ir para um outro time, que tem relações muito melhores com o fornecedor. Com o caso feito, o clube acusa o fornecedor de ter “privilegiado” o outro time.

Não é preciso dizer que estamos falando do Flamengo. É difícil entender como um clube que tem tanto potencial consegue se dispersar num mar de mediocridade e falta de resultados. O Fla é a síntese do Brasil: não é nem sombra do que poderia ser.

Anteriores

Vestígios de uma Copinha

Próximo

Celebrar

2 Comments

  1. Cassiano Gobbet

    Fernando, se não ganha tudo isso, certamente não ganha um salário mínimo…:)…mas parece que ele vai ára o Flamengo sim…

  2. Fernando Brito

    Cassiano, certeza que o Zé Roberto do Schalke 04 ganha tudo isso? No mais, concordo com o que foi dito, especialmente no que respeita à demagogia dos cartolas rubronegros.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top