Tag: A.C. Milan

Apresentação da Temporada 2004

Ler mais

Eurocopa: a Espanha empatando em Salerno. Algo errado ?

Para quem viu a Espanha na Copa, e dizer que a Itália cedeu um empate em casa pode até assustar. Mas sobram explicações. Primeiro que a Espanha trocou o palhaço Javier Clemente por Jose Antonio Camacho, ex – jogador importante na década de 80 de tantos craques (Butrageño, Sanchez, Zubizarreta – ainda jovem e outros), e só isso já faria diferença. Mas Camacho já promoveu mudanças importantes, trazendo novos jogadores à “Fúria” (esse apelido é uma piada!). Um bom exemplo é Michel Salgado aquele que quebrou Juninho antes da Copa. Além de dar pontapés, ele joga alguma coisa, principalmente em se tratando da patética seleção da Copa.

Na Itália, sobrabvam problemas. Del Piero fora, Baggio voltando de contusão, e muita falta de confiança. No ataque pela primeira vez juntos uma dupla “giovanissima”. Inzaghi e Totti, que não fizeram feio, mas não conseguiram levar a Itália a uma vitória. Nada muito preocupante. Ainda

A Rodada

Roma 1 x 1 Bari

Eis um time que vem surpreendendo no campeonato. Com um elenco equilibradíssimo, e muito bem treinado por Eugenio Fascetti, o Bari não tem nenhuma grande estrela. Seus maiores destaques são o jovem meia Zambrotta e o sulafricano Masinga. E sicessivamente vão caindo seus adversários.

Depois de vencer a Inter em Milão, o Bari quase ganhou da Roma no Olimpico. Suportando uma pressão intensa durante toda partida, o Bari sempre que ia para o contragolpe era perigosíssimo. E assim Masinga abriu o placar, depois igualado através de pênalti sofrido e convertido pelo jovem capitão romano Totti. Impossível não destacar a soberba atuação do arqueiro Mancini, do Bari, uma muralha. E de uma maneira geral, da armação tática de Fascetti, que faz uma omelete com poucos ovos. Jogo agradabilíssimo

Cagliari 1 x 0 Parma

Irregularidade é o segundo nome do Parma. Depois de massacrar a Udinese na semana passada, o Parma foi uma sombra em Cagliari, e sucumbiu ao ‘caldeirão’ que é o estádio sardo, no qual o time do Cagliari dificilmente perde. Mesmo chegando mais vezes o gol do adversário, o Parma se mostrou ainda um time em formação, mostrando uma sonolência incrível. No segundo tempo, o africano Kallon fez um belo gol, e arrebanhou pontos importantes para a classificação. Entre os “gialloblú” de Parma, uma sensação de que o time entrou de salto alto.

Bologna 1 x 1 Perugia

Modéstia a parte, no início da temporada eu dizia que o Bologna, quando à toda força, seria uma equipe difícil de se bater. Entre campeonatos e Copas, este foi o décimo quarto resultado sem derrota da equipe de Carletto Mazzone. Mesmo assim, poderia ser melhor. O Bologna dominou o meio – campo, e sofreu um gol belíssimo num contra ataque, anotado por Rapajic. Empatou pouco depois, através de Johnathan Binotto, em uma precisa finalização, quase defendida pelo arqueiro bolognese Roccatti. Aposto que o Bologna terá uma das vagas da Copa UEFA no ano que vem, não por ter um timaço, mas pela regularidade que pode alcalçar, se não sofrer alguma contusão séria em algum elemento chave.

Juventus 0 x 0 Empoli

A falta de Del Piero é cada vez mais perceptível, não somente pela sua técnica, mas também pelo golpe que a Juventus sofreu em sua autoconfiança. Consciente de que não tem uma peça de reposição nem mesmo próxima da qualidade de Del Piero, Marcello Lippi está arrancando os cabelos. Conseqüência prática: um jogo chatíssimo, com o primeiro escanteio aos 25’ do primeiro tempo. Sorte do Empoli que arrancou um empate de ouro, um ponto valiosíssimo, ainda que sua sutuação continue crítica.

Fiorentina 3 x 1 Internazionale

Demonstração incontestável da superioridade florentina. Logo no início, Roberto Baggio cavou um pênalti convertido por Djorkaeff, mas a Inter de Simoni mais uma vez se mostrou débil para segurar a solidez do time de Trappatoni, nem de aproveitar os espaços deixados pelo alemão Heinrich. Destaques para Edmundo, autor de uma jogada sensacional no gol de Heinrich, e também do lateral direito Repka, um gigante na defesa viola. Até aqui, a Fiorentina merece a liderança do certame.

Salernitana 1 x 0 Venezia

O jogo dos desesperados. Como era de se imaginar, o fator campo seria decisiva em um jogo destes, e de fato o foi. Não é necessário imaginar que não se tratou de um show de técnica, mas também foi um jogo, muito disputado. O Venezia só não volta à série B por milagre, embora ainda haja muita água para rolar.

Sampdoria 0 x 0 Vicenza

Sinceramente um jogo para se esquecer, principalmente se você se chamar Ariel Ortega. O argentino perdeu um pênalti, em um jogo horrível, que poderia ter dado à Sampdoria uma colocação confortável na fuga dos últimos lugares. Se alguém ganhou com este jogo, foi o Vicenza, que levou um ponto para casa

Udinese 1 x 0 Piacenza

Nessa rodada tão pobre de gols (talvez motivada pelo frio intenso que se abate por toda a Itália), o time de Amoroso arrancou do valente Piacenza uma vitória importante. O brasileiro, por falar nele, perdeu um pênalti, e agradeceu muito a Paolo Poggi o gol salvador que deu a vitória ao time friuliano. Tecnicamente, um jogo pobre também.

Milan 1 x 0  Lazio

Um jogo de um  time só. A Lazio desfalcada de oito jogadores (seis titulares) foi à Milão para não perder, e o Milan quase que cede um empate. Uma péssima atuação de Bierhoff e Weah, que pararam nas mãos milagrosas de Marchegiani por diversas vezes. Aos 47’ do segundo tempo, Leonardo marcou um gol importantíssimo, que valeu ao time rossonero a vice – liderança do campeonato.

A rodada na Itália

A Rodada

Bologna 3 X 1 Piacenza

Quem acompanha o time do Bologna nos últimos três anos não tem porque não acreditar no time do Bologna. O elenco é equilibrado, o treinador é experiente e bom, e nos últimos anos têm tido um desempenho regular. Então porque o pífio início de temporada ? Resposta: contusões, suspensões e afins. Finalmente com a recuperação do sueco Kenneth Andersson, e do defensor Michele Paramatti, essencial para o time. O Bologna passou com uma certa tranqüilidade sobre o Piacenza, que vem de bons resultados. Não que o Piacenza tenha facilitado, mas o Bologna soube como aproveitar as suas chances, e acabou chutando menos a gol. O Bologna não chega ao título, mas se algum grande bobear pode até conseguir uma vaga na Copa UEFA novamente.

Cagliari 3 X 3 Bari

Uma partida com seis gols dificilmente é ruim. Não vi o jogo, mas esses dois são dois times que por toda a temporada vão incomodar os medalhões do campeonato. A goleada que o Cagliari meteu na Samp não foi à toa. É um time experiente e bem treinado. O Bari é uma carne de pescoço desgraçada. Não joga bonito, nem liga a mínima para isto. Quando se encontraram, não podia dar outra. Um jogo disputadíssimo, e que na minha opinião indica que dificilmente um dos dois será rebaixado.

Fiorentina 4 X 0 Salernitana

Como já disse nesta coluna, Batistuta é, a minha opinião, um dos três melhores atacantes do mundo, junto com Ronaldo e Del Piero. A Salernitana que o diga. Depois de ter feito três contra o Milan, desta feita ele fez dois, e é o artilheiro do campeonato. E como é tradição, Edmundo jogou bem contra galinha morta e também marcou dois. Não é líder por acaso. E do outro lado, provavelmente um dos que será rebaixado. Não é um time ruim, mas para reverter esta série negativa, vai ser duro.

Juventus 1 X 0 Internazionale

O primeiro tempo foi absolutamente modorrento, como aliás costuma ser o jogo entre Inter e Juve no primeiro tempo. Dá a impressão que vemos dois lutadores se estudando. No segundo, Zidane fez uma falta boba, estúpida sobre o volante Paulo Sousa, e foi para o chuveiro. Boa para a Inter ? Sim, mas o time de Ronaldo (com Ronaldo em campo) não soube aproveitar e Del Piero fez o gol pegando um rebote de um pênalti que ele mesmo tinha batido, e que Pagliuca rebateu. Resumo: Sem Baggio, e com esse meio – campo batedor de Winter, Cauet Paulo Sousa e apenas o jovem Pirlo criando, a Inter não tem chances para o título. Falta um cérebro ali. Condenar Ronaldo por não jogar bem é uma estupidez.

Lazio 1 X 1 Vicenza

Após o massacre de 5 x 3 do Domingo passado, parecia que a Lazio ia embalar, mas o pequeno Vicenza já arrefeceu o ânimo romano. De fato um balde d’água sobre um time de quem se espera muito. Pior do que não vencer é o fato do futebol da Lazio ainda parecer muito burocrático. Quanto ao Vicenza, um time ‘certinho’, mas limitado, dentro das múltiplas possibilidades do campeonato de excelente nível. Ótimo resultado para o time Vicentino.

Milan 3 X 2 Roma

Um jogo emocionante que diminui a crise que misteriosamente surgiu no Milan de que o treinador estaria beneficiando Bierhoff em detrimento de Ganz e do soberbo Weah. Com Leonardo no ataque, um jogo aberto e que deu ao Milan o terceiro posto na tabela. Contra uma Roma sem Cafú, o Milan se portou bem e arrancou à força um resultado que poderia Ter sido outro.

Perugia 2 X 1 Parma

Uma decepção para o milionário time do Parma. Depois de um jogo no meio de semana no qual o meia Dino Baggio simplesmente tomou uma navalhada na cabeça, outra má surpresa, o Perugia do japonês Nakata. O Parma dominou, chutou mais e até saiu na frente. Mas foi só. O time da casa venceu e comemorou horrores. Para o time emiliano restou um péssimo gosto na garganta.

Sampdoria 3 X  0 Empoli

Esse treinador da Smp, Spalleti é de fato surpreendente. Depois de uma goleada histórica do Cagliari, 5 X 0, eu sinceramente pensei que fosse o fim do seu período em Genova. Mas os últimos resultados mostram que a Samp ainda tem fôlego. O Empoli é um time pequeno, mas encardido. Um destaque para a dupla de Ortega e Palmieri, que fez os gols. Domínio total da Samp.

Udinese 1 X 1 Venezia

Me pergunto, será que Luxemburgo tem TV em casa ? Se tem, porque não chama Amoroso ? O jogador brasileiro está em sua melhor fase desde a contusão sofrida por ele no Guarani. Amoroso fez mais um de pênalti, mas o que ele joga é brincadeira. O resultado em si foi ruim pois o Venezia é na minha opinião o time mais fraco do italiano. Acorda Wanderley…

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top