A temporada 2013/2014 começou com grande festa em Stamford Bridge. O motivo foi o retorno do treinador e ídolo José Mourinho, à equipe gerida pelo magnata russo Roman Abramovich, o Chelsea Football Club. É verdade que os blues lutaram até as últimas rodadas pelo título da Premier League. Na Champions League, acabaram derrotados na semifinal pelo vice-campeão Atlético de Madrid. Num aspecto foi pouco, mas noutro teve-se o desfecho da trajetória de alguns ídolos envelhecidos.

Petr Cech, o goleiro que ganhou projeção durante a primeira passagem de Mou pelo Chelsea há dez anos, se lesionou na partida de ida das semifinais da CL, contra o Atlético de Madrid. Cech era uma das lideranças da equipe e está em fim de trajetória. Os blues promoveram o retorno de Thibaut Courtois, que estava emprestado ao próprio Atlético de Madrid. A chance do goleiro belga se tornar titular na temporada 2014/2015 é muito grande.

No meio-campo, Frank Lampard finalmente se despediu de Stamford Bridge, tendo se tornado no mínimo um dos atletas mais importantes da história do Chelsea. O meia inglês agora atuará na liga norte-americana, mas ainda que em idade avançada, seguia atuando em alto-nível. O meio-campo blue tende a ter Nemanja Matic e Cesc Fábregas postados a frente da linha de defesa. Salah terminou a última temporada fazendo boas atuações e os blues ainda anunciaram o meia alemão Marin.

O sérvio Matic foi recomprado junto ao português Benfica no começo de 2014, tendo sido titular absoluto nas partidas da Premier League, uma vez que atuara na CL pelo próprio clube lusitano. O espanhol Fábregas, ex- Arsenal e também ex-Barcelona, retorna a Londres, tendo sido anunciado pelos blues pouco antes do Mundial 2014 se iniciar.

E agora José?

Durante a última temporada, Mourinho reclamou da falta das opções para o ataque, sendo que seu plantel teve a disposição Samuel Eto’o, Demba Ba, Fernando Torres e Andre Schürrle. Dos quatro, Ba e Eto’o deixaram o clube e Torres deve sair. O Chelsea recebeu de volta os atacantes Victor Moses e Lukaku que estavam emprestados. O segundo fez uma boa copa do mundo pela Bélgica.

O brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa já era relacionado aos blues, desde antes do Mundial 2014 se iniciar. A contratação se concretizou e Costa, agora ex-Atlético de Madrid, deve ser o titular do ataque blue nesta temporada que se iniciará. Além de Costa, o Chelsea acertou a contratação do lateral esquerdo brasileiro Filipe Luís, que também pertencia aos colchoneros espanhois.

Luis chega para preencher a lacuna deixada pelo veterano Ashley Cole que foi para a Roma. A linha defensiva dos blues ainda tende a contar com o capitão John Terry. A tendência no entanto, é ter Azpilicueta deslocado para a direita com Ivanovic formando dupla de zaga com Gary Cahill e Filipe Luis na esquerda. Terry fica sobressalente sendo improvável que o capitão atuará em todas as partidas da temporada, devido a idade avançada (33 anos).

Mourinho já conduziu um veterano do elenco ao fim de ciclo (Lampard). O outro, Cech, deve ter destino similar. A provável escalação dos blues na nova temporada, deve ter Courtois, Azpilicueta (Ivanovic), Ivanovic, Cahill (Terry) e Filipe Luis (Azpilicueta). Matic, Fábregas, Ramires e Willian (Oscar). Schürrle e Diego Costa. Fora estes, a permanência de Eden Hazard ainda é incerta e os nomes de Miranda (Atlético de Madrid) e Javier Pastore (PSG) são relacionados ao Chelsea, pela imprensa. Uma suposta volta de Didier Drogba a Cobham também tem sido noticiada.*

Os blues terão que disputar a Premier League e a Champions League. O cenário na liga nacional inglesa é competitivo uma vez que o Manchester City, atual campeão é o time a ser batido. O Chelsea luta ainda, contra o Liverpool e contra o Manchester United agora comandado por Louis Van Gaal. O time de José Mourinho deverá estar minimamente qualificado para a disputa.

Se última Premier League foi das mais equilibradas nos últimos anos, que dirá esta nova que está prestes a se iniciar!

* a volta de Drogba ao Chelsea foi confirmada nesta sexta-feira 25/07.