Título disputado entre a Lombardia e a Toscana

Terminada uma semana na qual as estrelas milanesas foram as que mais deram o que falar, a Série A retorna neste sábado com a disputa pelo título passando por times bem mais modestos, mas que podem guardar sérios riscos para os postulantes ao “Tricolore”. Antes de chegarem à segunda-feira firmes na luta pelo título, Milan, Napoli e Inter têm de se ver com Fiorentina, Chievo e Bologna. Geograficamente, o título italiano terá uma importante rodada entre San Siro e o Renato Dall’Ara, passando pelo Franchi.

O jogo de maior interesse da rodada (ao lado de Udinese x Roma, que falarei abaixo) é o de Firenze. Na terra de Dante, o Milan terá a volta de um Ibrahimovic descansado, mas ainda incapaz de provar que pode jogar bem ao lado de Alexandre Pato. Sem Robinho em campo, Allegri precisa tirar um dos dois da área e para que ambos tenham espaço. A marcação de Montolivo é fundamental, assim como a de Ljajic. Vencendo, o calendário milanista segue complicado (Sampdoria, Bologna, Brescia, Roma, Cagliari e Udinese), mas elimina um dos campos mais hostis ao time na Itália, o fiorentino.

Em San Siro, a Inter tem um jogo de vida ou morte: ou se reergue da semana negra no mesmo palco em que começou, ou dará adeus ao único título importante ainda viável. Os treinamentos indicam que Leonardo seguirá insistindo no seu 4-2-3-1 e se isso acontecer, estará passando da humanidade à burrice, tendo ultrapassado a teimosia simples. Diante de um adversário que ataca menos, tudo indicaria uma vitória fácil, mas sem Samuel, Stankovic e Chivu e com a moral aos cacos os riscos são grandes para aguardar uma agenda doméstica complicada (Parma, Lazio, Cesena, Fiorentina, Napoli e Catania).

O Napoli vai a Bologna pegar um time que não se entrega, apesar de limitações óbvias. O pior ponto para os vice-líderes é a ausência de Cavani, atualmente o uomo-squadra de Walter Mazzarri. Lavezzi é um bom atacante, mas Mascara deixa a desejar e os partenopeus se ressentirão. O calendário seguinte do Napoli é o mais fácil até a penúltima rodada (Bologna, Udinese, Palermo, Genoa, Lecce), porque nas duas derradeiras partidas, enfrenta a Inter em Milão e a Juventus em Turim, dois jogos psicologicamente difíceis.

Como atração, a partida que tem mais requisitos para ser a mais legal da rodada é a de Udine, onde a anfitriã Udinese recebe a Roma. Separados por seis pontos e com dois times de vocação ofensiva, o jogo pode não ter Alexis Sanchez, que deve ser um alívio para o time de Gian Oddi. Se o chileno jogar, a equipe do Friuli tem a oportunidade de fazer um grande jogo, opondo Sanchez a Juan e Di Natale a Burdisso.

Anteriores

Perguntas do dia

Próximo

Mais um inglês não é mais inglês

3 Comments

  1. Cassiano Gobbet

    É que normalmente tendemos a acreditar que ligas equilibradas sejam boas ligas tecnicamente – e isso não é verdade (vide o Brasileiro). A liga está emocionante porque o Italiano hoje está nivelado por baixo (como as copas europeias não deixam de mostrar). abs

  2. Rafael Canova

    Noves fora o vexame dos italianos na Europa, essa temporada da Serie A está ótima. A melhor dos ultimos 6 anos.

  3. Raphael

    Sem dúvida alguma o grande jogo da rodada é Udinese X Roma.

    Pra mim, o Napoli vai ter uma pedreira, porque esse time do Bologna é muito chato de se jogar contra. É um time bem armado e que tem em Viviano atrás e Di Vaio na frente pontos-chave.

    Eu apostaria que Milan e Napoli empatam e a Inter vence.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top