Um alerta para Anderson

Assim como Ronaldinho Gaúcho, o meio-campista Anderson deixou o Grêmio para ganhar a Europa. O primeiro chegou ao topo e perdeu o estímulo que hoje tenta reencontrar. O segundo parece ter se desencontrado antes disso. O acidente tenebroso que não tirou sua vida durante suas férias em Portugal deveria fazê-lo repensar sobre como conduzir a carreira. Tendo custado quase R$50 milhões ao Manchester United há três anos, Anderson certamente não parece um bom investimento quando passa noites em claro na balada durante a recuperação de uma lesão seríssima de joelho.

Ontem, após o acidente, o diário inglês Guardian já alertava para a provável preocupação que o técnico do United, Alex Ferguson, deveria dispensar ao comportamento do jogador, com quem já teve diferenças sérias no passado – ainda que o considere um talento. Depois de uma delas, o meia viajou ao Brasil sem autorização e passou mais de um mês afastado, contundindo-se na partida seguinte. Segundo a sua própria assessoria, Anderson tomou um “susto imenso” com o acidente. Ele faria muito bem caso se desse conta que está impingindo riscos semelhantes à própria carreira há mais tempo.

De primeira

– Ferguson provavelmente não terá de poupar broncas neste início de temporada. Além de Anderson, Rooney também teve uma noite mais longa do que o normal. Antes de viajar para um amistoso em Dublin, Rooney saiu com a esposa para jantar, mas se excedeu, tomando todas, deixando a balada para lá de Bagdá, cantarolando feliz e fazendo xixi pelo caminho, segundo reportou o jornal português Record.

PS: esta nota foi publicada no diário Lance! em 03/08

Anteriores

O fenômeno Tombense

Próximo

O mistério dos agentes de futebol

9 Comments

  1. Cassiano Gobbet

    Boni, caso vc não concorde com outro internauta, não deixe de colocar que “fulano é farsa na minha opinião, porque senão parece que vc está com a verdade no bolso esquerdo da sua calça. abs

  2. Boni dos Santos

    Darley,
    Carrick é farsa, não é nem sombra o que Gerrard e Lampard foram. Até Jenas é mais jogador que ele. E se vc pegar os videos do Anderson no Grêmio e no Porto vai notar que a diferença para o Ronaldinho (do inicio da carreira, claro) não é tão cósmica. acredito firmemente que Anderson faria nome se continuasse como um tipico camisa 10 – e nao ser escalado esporadicamente por ali.

  3. Darley

    Boni

    Como eu disse, ele já jogou completamente livre várias e várias vezes, já que ele não tem uma noção mínima de marcação. Já jogou encostando no atacante. Já jogou até de winger. E nada fez. Teve apenas lampejos de algum potencial que nunca se confirmou na prática. O cara tem dificuldades em fundamentos básicos, só não vê quem não quer. Não chega nem aos pés de Ronaldinho. Quanto aos carregadores de piano, Fletcher é titular absoluto e excelente no que se propõe a fazer. Carrick é um ótimo box-to-box que atravessa a pior fase da carreira (na vitoriosa temporada 2007/08 era um dos pilares do time) e Gibson ainda está sendo lapidado. Anderson foi dinheiro jogado fora.

  4. Boni dos Santos

    Darley,

    Carrick, Gibson (argh!), Fletcher ou qualquer outro carregador do piano britanico tem o potencial que Anderson tem (ou tinha). Seria como se em 2001 o Fernandez escalasse o Ronaldinho como volante do PSG…será que ele seria duas vezes eleito o melhor do mundo?

  5. Gilson

    Na noite daquele domingo em que o Brasil se sagrou pentacampeão em Yokohama, conversava com minha namorada de então e ela perguntou o motivo de tantas finais e vitórias da Copa dos EUA em diante. A dúvida dela era saber se aquela vitória de LA havia tirado um peso psicológico das costas dos jogadores. Respondi que o fator psicológico até podia ter parte na explicação dos sucessos, mas que a principal razão era o fato do Brasil produzir craques em série e não perder praticamente nenhum.

    Hoje o fut brazuca não apenas não produz craques como aqueles que poderiam ser bons jogadores acabam se perdendo pelo meio do caminho.

  6. Darley

    A questão é que Ferguson já o testou em praticamente todas as posições, e ele simplesmente não correspondeu. Inclusive num 4-5-1, com dois volantes protegendo suas costas e ele completamente livre para armar. Nunca vi nele essa técnica apurada que tantos ressaltam, sendo que o mesmo tem sérias dificuldades em algns fundamentos básicos, como o domínio e principalmente o chute. Ferguson demorou mas parece finalmente ter percebido que a única opção é usá-lo como moeda de troca. Ele e Berbatov por Ozil, como estão especulando, seria excelente para o United.

  7. Houve uma suposta forçada de barra da parte de Anderson para vir para o Vasco no começo da 2010 em intenções similares às de Robinho. O rumor procede?

  8. Ramon

    E ele, dizem, é até um menino bom.

  9. Boni dos Santos

    Ferguson assassinou o talento de Anderson ao deslocá-lo para zonas mais recuadas. Como ele tem muita técnica e conta com a confiança de Ferguson, ele joga, mas eu preferia que ele continuasse aquele camisa dez insinuante de Gremio e Porto. Seria o nome a fazer uma Juventus da vida se reerguer ao invés do Diego.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top