Apesar da humilhante derrota do São Paulo no fim de semana (ainda que não surpreendente), o fato do fim de semana para mim foi na Argentina. E não vou esconder: não derramei uma lágrima pelo rebaixamento do River Plate. Nada contra o time de Nuñez, mas é que não se chora a morte de alguém morto há anos. A pá de terra sobre o caixão do River veio agora, mas o campeonato argentino está enterrado há muito tempo. E cabe aos argentinos ressuscitá-lo.

Ler mais