Mesmo tendo explicado os critérios que levaram à confecção dos rankings publicados aqui ontem (“O custo de cada ponto”), recebi questões de leitores acerca de levar em consideração outras possibilidades que não foram adotadas para se calcular quem gastou “melhor” ou “pior” para reforçar o time nas temporadas recém-encerradas. Este post serve como um postscriptum para as dúvidas e indagações deles.

Ler mais