Os amigos podem ter notado que a freqüência dos posts neste blog diminuíram. Não foi somente uma questão de tempo – este anda escasso mesmo, mas é outra coisa. De algum tempo para cá, o futebol parece um tanto quanto sem vida. E não é só o futebol, onde ainda há gente que discute se o meia Douglas é ou não um craque, ou se Ronaldinho Gaúcho é ou não o mesmo jogador que era na Europa. Um exemplo indiscutível da insânia das pessoas de um modo geral é a evolução vulcânica da audiência do MMA, onde “lutadores” se deformam e se comparam aos gladiadores que se apresentavam no Teatro Flávio da Roma antiga. O desfile de ignorância e barbárie transformou-se numa coisa normal.

Ler mais