Nem tudo é tragédia

Nas últimas semanas, na Itália, não foram poucos os que tiveram a forte sensação de que a Série A desta temporada não começaria na data. Pudera. A quantidade de acusações, recursos, denúncias, escândalos e afins foi industrial. Os que apreciam o ‘calcio’ em toda a sua magnitude lamentaram que um campeonato tão disputado e cheio de bons jogadores fosse comentado pelas suas falcatruas e ‘viradas de mesa’. Continue lendo “Nem tudo é tragédia”

A campeã…

De uma maneira meio estranha, numa sexta-feira, sem jogar, a Juventus costurou o 28o ‘scudetto’ na sua divisa ‘bianconera’, consolidando um título que estava entregue praticamente desde a vitória juventina em San Siro. Com o empate do Milan diante do Palermo, Fabio Capello comemorou seu sétimo título nacional, seu primeiro coma Juve como atleta, logo no ano de estréia no banco do Delle Alpi. Continue lendo “A campeã…”

Ressurreição

Sim, esta coluna não deixa de ser uma espécie de “erramos”. Semanas atrás, no início de dezembro, o clube de Bergamo encontrava-se numa situação desesperadora. Quatorze rodadas já tinham se passado e a torcida do ‘Atleti Azzurri D’Italia’ ainda não tinha visto seu time vencer. Sim, esta coluna cravou que a Atalanta já estava praticamente rebaixada. Continue lendo “Ressurreição”

Roma em chamas

Na semana passada, o internauta acompanhou pela mídia a saída de Luigi Del Neri do posto de treinador da Roma. Bruno Conti, seu sucessor (acompanhado de Ezio Sella, o assistente), é o quatro técnico da temporada. Estatística de time que vai para a segunda divisão. E de certa forma, foi mais ou menos que o demitido Del Neri falou – não à imprensa, mas a amigos – do que achava do elenco romanista. Continue lendo “Roma em chamas”

Cabeça a cabeça

Apenas algumas rodadas atrás, o internauta lembra, que esta coluna cravou que a Juventus parecia ter encomendado a taça do Italiano. Pois é. O que consola este colunista é que o palpite era dividido por boa parte da imprensa séria (para não dizer toda), que já dizia em “campeonato decidido”. Continue lendo “Cabeça a cabeça”

Condenada!

Eventualmente o Brasil reconhece suas raízes italianas ao ver no futebol daquele país, maracutaias às quais estamos acostumados aqui. Temos exemplos recentes. A virada de mesa que guindou a Fiorentina à segunda divisão sem passar pela terceira; o escândalo do doping e o escândalo das apostas ocorrido no ano passado. Até parece o futebol da CBF. Continue lendo “Condenada!”

0 x 0. E a Juve agradece…

A última vez que Milan e Inter se enfrentaram pelo Campeonato Italiano e ninguém fez nenhum gol foi na temporada 1989/90, quando os interistas levantaram seu último ‘scudetto’. Toda a expectativa gerada nas últimas semanas para o derby (que teve 79.775 pagantes, para mais de € 1,5 milhões de bilheteria) acabou frustrada. Não foi uma partida horrorosa, mas esteve longe de ser o espetáculo que todos queriam. Continue lendo “0 x 0. E a Juve agradece…”

Lecce – Zeman!

Foi uma aposta arriscada. Contratar Zdenek Zeman é contratar dor de cabeça. O técnico tcheco não tem papas na língua, não aceita jogar com prudência, pede demissão com a mínima intromissão no seu trabalho, não perdoa chiliques de estrelas, e ainda atrai o ódio supremo da Juventus, que ele, Zeman, acusou de dopar seus jogadores, em 1998. Continue lendo “Lecce – Zeman!”