Sintomas de uma decadência estrutural

No começo dos anos 80, Silvio Berlusconi ainda não tinha entrado para a política. Ele era um milionário italiano com ramificações na construção civil e mídia e que entendeu antes dos demais o poder e exposição que um clube de futebol poderiam propiciar. Em 1986, ele comprou o Milan e durante 20 anos venceu mais do que qualquer outro clube europeu. Berlusconi iniciou um trend no futebol europeu, o dos megamilionários que elevaram o nível do mecenato no Calcio de um amparo eventual a um investimento faraônico. Ironicamente, o Milan, o inventor da gestão dos superproprietários, que seja a primeira vítima do neofutebol de sheikhs e corporações. É esse Milan que se prepara para mais uma melancólica temporada cujo desfecho está escrito antes de a bola rolar.

Continue lendo “Sintomas de uma decadência estrutural”

Rápidas do Italiano

Talvez não seja o torneio com melhor nível técnico da Europa, mas claramente o futebol italiano recuperou parte de sua força ao ter Milan e Juve novamente “funcionais” após anos alijados pelo escândalo de 2006. Talvez a notícia seja ruim para os interistas, mas para o torneio como um todo, certamente não o é. Quem assistiu a semifinal da Copa Itália na semana passada viu um belo jogo entre um bom Milan e uma Juventus muito interessante. Para o campeonato, uma vez que a Itália está fora da Europa (sim, o Barcelona vai vencer o Milan), o final promete ser emocionante. E seguem algumas observações. Continue lendo “Rápidas do Italiano”

Guerra sem vencedores

A corrupção é um câncer cuja taxa de remissão é de 100%. Ela nunca vai embora. Passados quase seis anos do escândalo de Calciopoli, um novo relatório de acusação organizado por um procurador de Napoli levou à lama o único clube que se dizia inocente no maior escândalo de corrupção da história do futebol italiano (e olhe que não são poucos). Nas 72 páginas do relatório de Mario Palazzi, a Inter aproveitou-se do tráfico de influências para conseguir vantagens em campo. E agora? Continue lendo “Guerra sem vencedores”

Pizza, mesmo com provas

Muito, mas muito mais relevante do que Gattuso xingando Leonardo, foi uma conclusão tirada por um magistrado de Napoli quase no mesmo dia em que estourou a “bomba” de Leonardo-Gattuso. A conclusão era inequívoca: segundo o juiz, há provas da manipulação de resultados por Luciano Moggi com um grupo de árbitros da Série A italiana. Continue lendo “Pizza, mesmo com provas”

Mais um ano se passou e nada mudou

O futebol italiano está se consolidando como um eterno poço de lama. Isso, você já sabia. Você também pensava que o auge da podridão tinha vindo à tona em maio de 2006, quando explodiu o escândalo de ‘Calciopoli’, onde Luciano Moggi aparecia como o comandante de uma vasta rede de favores e manipulação que se embrenhava por toda a Itália, indo além do futebol. Mas – provavelmente – você e eu pensávamos que tanto escândalo tinha sido suficiente para uma purificação. Continue lendo “Mais um ano se passou e nada mudou”

Itália, Ciao

Na semana passada, Francesco Totti encerrou um mistério que vinha desde a final da Copa do Mundo. O jogador decidiu que não vai mais jogar pela seleção, privilegiando as suas performances na Roma. Como argumento, Totti disse que não tem mais a condição física ideal. Continue lendo “Itália, Ciao”