River Plate: millonarios tricampeões da Libertadores!

Com certeza a grande notícia futebolística da semana que se encerra, foi a confirmação da conquista do tricampeonato da Taça Libertadores por parte do argentino River Plate. Na última quarta-feira, os millonarios bateram o mexicano Tigres por 3×0, envoltos por uma festa magnífica proporcionada pela torcida argentina dentro do Monumental de Nuñez (Buenos Aires/Argentina). Continue lendo “River Plate: millonarios tricampeões da Libertadores!”

Mediocridade atleticana estava óbvia para quem quisesse ver

Quando o Atlético-MG venceu a Libertadores, numa dos maiores seqüências de sorte da história da competição, minha impressão era a óbvia – era um time medíocre. “Você está louco! É um baita time”, ouvi da maioria esmagadora de amigos e colegas. A derrota no Marrocos não é nenhuma zebra. O Galo é simplesmente um time medíocre, que teve a sorte de times ainda mais medíocres atravessarem seu caminho na competição sulamericana que venceu neste ano. Para a assessoria de imprensa que apostava num grande papel dos mineiros na África, ficou a enésima prova de incompetência. O Galo consegue ser quase tão incompetente quanto a mídia esportiva que o analisa. Continue lendo “Mediocridade atleticana estava óbvia para quem quisesse ver”

E agora, Galo?

Há algum tempo atrás, o editor desde blog, falou sobre a dificuldade de se jogar a Libertadores, torneio onde a disparidade técnica dos times que a disputa, não é exatamente o maior entrave. A logística (altitude/translado) as vezes pode ser um problema maior do que a capacidade técnica do time que se enfrentará; além da sorte na definição dos confrontos de mata-mata. Jogar contra um Santa Fé da vida é menos pior do que enfrentar um time argentino em Buenos Aires. Continue lendo “E agora, Galo?”