Brasil nas quartas de final: vergonha na cara

Não há mais o que vislumbrar sobre o aspecto tático da seleção brasileira. Todas as deficiências foram devidamente explícitas, mais uma vez na partida entre Brasil 1×1 Chile, vencida pelos brasileiros nos pênaltis, no último sábado. Vislumbrar mais implicará em sugestões de convocações que Felipão poderia ter feito e isso é debater o sexo dos anjos. Continue lendo “Brasil nas quartas de final: vergonha na cara”

A cinco amistosos do Mundial

Após os últimos dois amistosos feitos pela seleção de Felipão, contra Austrália e Portugal, o Brasil está a cinco amistosos do Mundial de 2014. Em termos táticos e psicológicos, Felipão parece ter um grupo formado. Em termos táticos porque tem-se um sistema defensivo que começa com Luiz Gustavo como primeiro homem de meio de campo, com a dupla Thiago Silva/David Luiz no miolo de zaga. Continue lendo “A cinco amistosos do Mundial”

Amistosos Internacionais 06/02/2013: no retorno de R10, a ressurreição de Julio Cesar

Inglaterra 2×1 Brasil aconteceu em Wembley (Londres/Inglaterra). Apesar da derrota a seleção de Felipão não protagonizou uma catastrofe diante do English Team. Na volta de Ronaldinho Gaúcho a seleção quem pareceu estar querendo assegurar vaga com a oportunidade foi o goleiro Julio Cesar. Continue lendo “Amistosos Internacionais 06/02/2013: no retorno de R10, a ressurreição de Julio Cesar”

Seleção da temporada – Série A

Com o fim da temporada, já dá para avaliar quem é que foi mais determinante no campeonato. Aqui está a seleção da Série A 2010/2011, uma temporada emocionante, mas não a mais brilhante do nível técnico. No ano do MIlan campeão, não houve nenhum craque incontestável como foram Kaká e Sneijder em campeonatos anteriores, mas há esperanças, como Sanchez, por exemplo. Continue lendo “Seleção da temporada – Série A”

Vitória sofrida e Inter se questiona

Após jogar na lata do lixo as chances de título e a vaga na Liga dos Campeões, Leonardo parecia condenado na Inter até que, graças a um gol de falta e um escorregão de Biava, parte da revolução programada na casa da (ainda) campeã europeia entrou em colapso. Leonardo voltou a ser o favorito para ficar no comando do clube no campeonato que vem, mesmo com uma reformulação de elenco a caminho. Continue lendo “Vitória sofrida e Inter se questiona”

Fim da linha e reformulação à vista – se for tudo bem…

Esvaída a possibilidade de se manter campeã europeia, a Inter de Milão começou a ter um choque de realidade que já tínhamos sugerido aqui: o de uma reformulação. A entressafra que o time pode enfrentar nesta temporada faz a Inter considerar de fato a negociação de dois ou três medalhões e alguns encostos. A reforma acontecerá de qualquer jeito. Dependendo de como a Inter encerrar o campeonato, o número de saídas será maior ou menor. Continue lendo “Fim da linha e reformulação à vista – se for tudo bem…”

Observações sobre um jogaço

Foi uma partida como deveriam ser todas as de uma Liga dos Campeões – literalmente um confronto entre dois campeões. Não foi uma partida inteligente do ponto de vista tático, mas isso se pagou em termos de tensão e adrenalina. A Inter que passa às quartas de final passa com os méritos de uma garra mourinhiana e com a assinatura dos três jogadores do time com capacidade de mudar o rumo de um jogo do time – Eto’o, Sneijder e Pandev. Continue lendo “Observações sobre um jogaço”