Mundial de Clubes: por que Jorge Jesus foi derrotado pelo Liverpool?

No último sábado tivemos a final do Mundial de Clubes da FIFA, disputada entre Liverpool e Flamengo, respectivamente campeões das últimas edições da Champions League e Taça Libertadores. No Brasil o confronto teve amplo destaque, e em tempos de redes sociais, vimos as mais diversas reações sobre a derrota rubro-negra por 1×0. Continue lendo “Mundial de Clubes: por que Jorge Jesus foi derrotado pelo Liverpool?”

Mística

Clubes têm místicas. Normalmente ligadas a um sentimento. Os gaúchos são comumente ligados à fibra de times passados e da resistência para não entregar os pontos. O Corinthians, pela ajuda mítica de sua torcida – assim como o Flamengo. O Santos sempre se remete à história de Pelé. Hoje em dia, contudo, esta mística é tudo o que resta para alguns clubes ignorarem as gestões sofríveis que têm. Ou como chamava Nelson Rodrigues, Sobrenatural de Almeida. Continue lendo “Mística”

O Salvador

Na semana passada, eu ia escrever sobre a eleição no Palmeiras, mas o tempo foi escasso. Na realidade, eu ia escrever é sobre Salvador Hugo Palaia, cujo primeiro nome é uma ironia para com o clube. O resultado da eleição, sinceramente, não importava. A vitória já estava decidida e o derrotado, certo, qualquer que fosse o resultado. Era o clube. Continue lendo “O Salvador”

Pistas sobre a futura elite do futebol brasileiro

Abaixo, uma tabela que mostra quantos pontos os clubes brasileiros fizeram no Brasileirão, seguindo uma pontuação bastante lógica (creio eu): O primeiro colocado faz 20 pontos, o segundo 19 e assim por diante. Nos anos em que houve mais de 20 clubes, o mínimo para cada um foi de um ponto. Sugestões sobre como aprimorar o sistema de avaliação são bem-vindas.  Continue lendo “Pistas sobre a futura elite do futebol brasileiro”