Felipe Melo irritado com os números

Em relação à entrevista de Felipe Melo à ESPN. Sim, a Juventus perdeu cinco das seis partidas nas quais ele não jogou,mas com ele em campo, perdeu 13 das 38 no campeonato todo e 11 das últimas 22 jogadas depois de dezembro. A verdade é que o jogador teve um excelente início de campeonato, mas está na sua pior fase na Juventus hoje. Felipe foi contratado para fazer um papel que não sabe: o de “playmaker baixo”, o equivalente ao que faz Pirlo no Milan, mas compará-lo ao milanista é covardia. Contudo, como cabeça de área, fez na Fiorentina na temporada passada uma grande temporada, num meio-campo a três com Montolivo e Kuzmanovic. Assim, a torcida fica para que empregado com a função de marcação pura, pode voltar a jogar bem e ser útil à Seleção.

Dois Toques

-Felipe Melo, na Juve, mesmo como marcador, está longe de ser um prodígio. Ele é o 17º em número de desarmes bem sucedidos na Série A, atrás de nomes modestos como Carboni (Catania), Raimondi (Livorno) e Mudingayi (Catania).

– Felipe não está na lista dos 15 melhores em nenhum dos fundamentos (passes, desarmes, chutes, assistências), mas figura entre os primeiros em faltas (3º), cartões amarelos (4º) e expulsões (2º).

PS: esta nota foi publicada no Diário Lance! no dia 13/05

Um jogo perfeito

Jamais escondi a desconfiança que eu tenho em relação ao trabalho de Dunga. Tendo visto alguns treinos da Seleção na Granja Comary e ourros pela TV, me parece que não é difícil concluir que o ex-volante esteja longe do ideal para comandar um time. Traduzindo: ainda acho que Dunga não tem a competência necessária para ser técnico e que sua posição é muito mais pelo allinhamento com a CBF do que qualquer outra coisa. Continue lendo “Um jogo perfeito”