Atlético de Madrid: da planilha para o campo (pés no chão – parte II).

O planejamento das contratações para a temporada 2014/2015 feito pelo Atlético de Madrid beirou a perfeição. O clube fechou o caixa com algo além daquilo que o vice-campeonato da CL e a vitória na liga espanhola, lhe rendeu em premiações. O time colchonero vendeu ao Chelsea seus principais destaques Diego Costa (atacante) e Filipe Luís (lat.esquerdo), respectivamente a 38 e 20 milhões de Euros. Um total de quase 60 milhões de Euros. Continue lendo “Atlético de Madrid: da planilha para o campo (pés no chão – parte II).”

A Colômbia do professor Pekerman, estágio 2 (parte I).

Brasil e Colômbia se enfrentaram na última sexta-feira num amistoso ruim realizado em solo norte-americano, que terminou na vitória brasileira pelo placar mínimo. A partida foi de fato um jogo de exibição, onde o intuito parecia afirmar um fair play entre os agora capitães, Neymar e Zuñiga, lembrando que o primeiro foi gravemente lesionado pelo colombiano. A lesão se deu no Brasil 2×1 Colômbia pelas quartas de final do Mundial realizado há quase três meses e tirou Neymar da semifinal. Continue lendo “A Colômbia do professor Pekerman, estágio 2 (parte I).”

Fim da janela de transferências. Quem fez os melhores negócios?

A janela de transferências do futebol europeu se fechou na última segunda feira. Vamos a uma breve digressão acerca de quem gastou melhor ou pior.

Liverpool: colhe os frutos da manutenção de um jovem treinador (Brendan Rodgers) por longo prazo. Por outro lado, não dá sinais de que vai voltar a ser campeão inglês ou da Champions League agora. Trouxe varios jogadores úteis (Emre Can, Welbeck) porém sem grife mas nenhum repõe uma iminente aposentadoria de um veterano líder técnico/psicológico, Steven Gerrard. Continue lendo “Fim da janela de transferências. Quem fez os melhores negócios?”