Futebol italiano escoa para o esgoto enquanto contrata Cristiano Ronaldo

http://gty.im/949606040

Uma excelente matéria do Gentlemen Ultra da Sporte Network do Guardian fez uma feliz observação em relação ao momento do futebol italiano. A Juventus faz a contratação mais cara de sua história – o português Cristiano Ronaldo –  e a primeira de relevo para a Série A em uma década no mesmo momento em que clubes tradicionais do país anunciam suas falências, como Bari, Reggiana e Cesena. Uma lembrança me vêm à cabeça: na mítica série Game of Thrones, uma das cenas mais marcantes de Lord Varys, o eunuco lowborne que ganha relevo social graças a uma habilidade política extraordinária, descreve seu maior rival, Petyr Baelish, o Littlefinger: “Ele não teria pudores de destruir todo o reino, sem deixar pedra sobre pedra, desde que ele fosse o rei”. Qualquer semelhança com a Juventus (não) é mera coincidência. Continue lendo “Futebol italiano escoa para o esgoto enquanto contrata Cristiano Ronaldo”

A Série A do Lecce

Posição final: 17°
Em agosto estará na…Série A
Técnico: Luigi Di Canio (deixou o clube)
Destaque: David Di Michele (atacante, 8 gols)
Calcanhar de Aquiles: segundo pior ataque da Série A.
Na temporada…o Lecce sofreu como uma ratazana em fuga. Mas sem dramas – é a realidade do clube. na reta final,Esmurrando o muro...Ignacio Piatti contudo, as vitórias em cima de Bari, Napoli e Sampdoria – dois rivais meridionais e uma concorrente direta na luta contra o rebaixamento – salvaram a pele do clube da Puglia, que permanece mais uma temporada com seu feio uniforme amarelo e vermelho na primeira divisão. O técnico Luigi Di Canio, um hard-worker da zona do rebaixamento, teve grande mérito em salvar um time que parecia fadado ao rebaixamento. É bom destacar que a permanência na Série A veio com uma campanha de reforços paupérrima – menos de R$5 milhões em Ignacio Piatti (um dos pilares do time), Reginiussen e o highlander brasileiro Jeda. O sucessor de Di Canio deve ser um entre Vincenzo Torrente, Giampiero Ventura e Rolando Maran. Ou seja: o sofrimento continua em 2011/12.

Quanto custou cada ponto – Itália

Encerrada a temporada doméstica na Europa, finalmente é possível fazer uma avaliação de como cada time foi emtermos de contratação. Aqui nesta comparação, não vale o título, mas o “custo” da cada ponto conseguido no campeonato em função da grana desembolsada nas contratações durante a temporada. Finalmente é possível dizer que, em termos financeiros, o melhor italiano não está em Milão nem na Lombardia, mas na belíssima região do Vêneto. Continue lendo “Quanto custou cada ponto – Itália”

Pazzini fez dois contra o Cesena e um contra o futuro

“Quero agradecer a Pazzini. se ele não tivesse virado o jogo, temia que pudéssemos entrar em campo sem a determinação necessária”. As palavras de Massimiliano Allegri depois da cesariana vitória sobre o Bologna não passam só pelo resultado que impediu o Milan de erguer o troféu ainda em San Siro no domingo. O gol de Pazzini foi mais um gol contra da Inter para o campeonato que vem. Continue lendo “Pazzini fez dois contra o Cesena e um contra o futuro”

A uma semana e meia do derby de Milão

Fosse o derby milanês  no próximo sábado e a sorte do Milan estaria selada. A Inter tem um elenco notadamente mais rico e vemd e uma recuperação moral fantástica. O Milan tem um time titular equivalente quando em forma, mas sem Ibra e com Cassano e Pato capengando, não haveria margem para competição. Embora o clássico não vá ainda decidir a sorte do torneio, ele será fundamental psicologicamente. E a semana de folga mantém a tensão do campeonato mais disputado do pós-Calciopoli. Continue lendo “A uma semana e meia do derby de Milão”