Ronaldinho e Pato arriscam suas posições no Milan

São craques. Não resta dúvida. Contudo, é bom que Robinho, Alexandre Pato e principalmente Ronaldinho Gaúcho revejam sua disposição para jogar futebol caso queiram continuar como titulares no Milan. Sim, o Milan, que tem um elenco velho, está numa fase de grana curta e não pode esnobar muito. Na partida contra o Real Madrid ficou claro que o técnico Massimiliano Allegri merece ser chamado de “técnico” e para ele – como em qualquer clube italiano – futebol é grupo. Continue lendo “Ronaldinho e Pato arriscam suas posições no Milan”

Rápidas – II

É impressionante a fase de Ambrosini no MIlan. O jogador é tido aqui como uma espécie de Jailton europeu, sempre foi um jogador extremamente inteligente taticamente, incansável, bom no jogo aéreo e que raramente erra um passe. Pouca gente se lembra do passe que ele deu para Gilardino fechar o placar no épico 3 a 0 sobre o Manchester em San Siro, em 2007. Ambrosini herdou uma faixa de capitão que pesava mais que o sistema solar e parece ter tirado vantagem disso. Além de ser o homem fundamental no esquema de Leonardo (dando peso ao meio-campo com qualidade no passe), joga em todo o campo, faz gols, dá assistências e marca como um leão. É hoje o melhor mediano italiano de longe. E no 5 a 2 sobre o Genoa, teve a delicadeza de mandar Huntelaar bater o terceiro pênalti.

Pesadelo!

Se procurasse formular em sua mente qual seria a pior partida de estréia possível para a Itália, dificilmente o técnico italiano, Roberto Donadoni, imaginaria um jogo tão devastador quanto o que foi obrigado a assistir em Berna nesta segunda-feira, diante da Holanda. Contra uma ‘Oranje’ devastadora, a ‘Azzurra’ caiu por 3 a 0 e deu graças a Deus por não levar mais. Continue lendo “Pesadelo!”

Erro de avaliação

Não importa a época, a circunstância ou o momento. Sempre que o Milan perder em casa para o Empoli, uma luz vermelha terá de, obrigatoriamente, se acender no vestiário ‘rossonero’. Pode ser que algum dos três aspectos acima sirva para explicar ou até justificar o incidente. Mas a investigação tem de ser feita. Continue lendo “Erro de avaliação”

Lá vem o Pato

Tá, vamos deixar para lá a ladainha de “fim da Era Pato” que tomou conta da mídia com a venda de Alexandre Pato para o Milan. Não dá para levar a sério quem quer dizer que um jogador com 27 jogos como profissional possa ter deixado uma marca na história de um clube da envergadura do Colorado, mesmo que ele tenha participado de uma conquista épica. A saída dele do Beira-Rio era certa, ainda que tenha sido apressada pelo modo ufanista como a mídia o tratou. Continue lendo “Lá vem o Pato”