Manchester United: José e a desconstrução

Na última quinta-feira o Manchester United acabou derrotado por 2×1, ao visitar o turco Fenerbahçe em Istambul (Turquia). A partida valeu pela quarta rodada e início de “returno” da fase de grupos da Europa League. A forma como a partida se desenhou, escancarou os problemas que o técnico José Mourinho, já possuía.

Mou mandou a campo um sistema defensivo reserva, que já vinha atuando em razão das baixas por problemas médicos de Valencia, Bailly e Smalling. Mais além, o meia francês Paul Pogba atuou por 28 minutos, deixando o campo também por problemas físicos. O periódico inglês Guardian aponta que Pogba deve seguir desfalcando o grupo.

Na coletiva pós-jogo Mourinho descreveu sua equipe como um time “disputando um amistoso de pré-temporada”, diante de um Fenerbahçe empurrado pela torcida, tal qual estivessem “disputando uma final de Champions League”.

Em seu discurso, o lusitano expressou ter feito o máximo por um êxito que não veio, responsabilizando seus jogadores em entrelinhas observadas pela imprensa inglesa. A derrota colocou os red devils na terceira colocação do grupo A (6 pontos), sendo que os dois primeiros se classificam para o mata-mata.

O United saiu perdendo devido a um golaço relâmpago do atacante Moussa Sow, anotado de bicicleta com apenas 69 segundos. 28 min depois, Pogba deixou o campo por lesão decorrente de entrada desleal do brasileiro Souza.

O meia foi substituído pelo atacante Ibrahimović. Os turcos ampliaram aos 59 min, e Wayne Rooney “achou” um belo gol de honra aos 89 min. O meio-campo que de início tinha Schneiderlin, Herrera, Pogba, Rooney e Martial se desestruturou, diante de um sistema defensivo em desconstrução.

Ibrah é um craque, mas não é um meio-campista nato. Sem Pogba a equipe perdeu a capacidade de propôr bolas longas, perdendo ainda um homem na recomposição. Isso ainda que Juan Mata e Mhkitaryan tenham entrado no decorrer do segundo tempo.

Desconstrução

O Guardian frisou as palavras de Mourinho na citada coletiva pós-jogo, onde o técnico ressaltou que a equipe “não consegue marcar gols”, mesmo criando um número absurdo de oportunidades e ocasiões de gol. Contra o próprio Fenerbahçe foram 10 chances, contra apenas 6 do adversário (dados segundo o Guardian).

Entretanto as baixas no sistema defensivo são o problema maior. Mou ressaltou que o futebol começa com “um bom goleiro e dois zagueiros centrais fortes”. O United tinha segundo ele “dois laterais-esquerdos” (Rojo e Shaw) e Daley Blind, um lateral/zagueiro canhoto, atuando como central mais à direita. A linha titular teve Darmian, Blind, Rojo e Luke Shaw.

Resultados e estatísticas a parte, o United de Mourinho tem o mesmo problema que Louis Van Gaal teve em seu início em Old Trafford, na metade de 2014. Problema este que demanda a contrução de um novo sistema defensivo, após decrepitude de Rio Ferdinand e Vidić, os últimos defensores da era Ferguson.

Foi ainda sob comando de Van Gaal que o United adquiriu Blind, Shaw e o volante Ander Herrera, atletas que vem sendo titulares com Mourinho. Bons sistemas defensivos só podem ser edificados com tempo e entrosamento. A demora na recuperação de Bailly e Smalling, só atenuará a pressão sobre o técnico português.

Até mesmo a imprensa do Brasil tem colocado Mourinho em plano desfavorável à Pep Guaridola (Manchester City) e Antonio Conte (Chelsea), devido ao bom início de ambos na primeira Premier League de suas carreiras. Estas comparações não procedem.

A direção do United parecia ter seu problema de reconstrução do sistema defensivo em mente, ao procurar por Mourinho que se notabilizou por montar grandes defesas.

Lacunas no meio-campo

O United visita o Swansea City na rodada de fim de semana da Premier League. A possível ausência de Pogba, somado à suspensão de Herrera (expulso contra o Burnley) podem proporcionar o improvável ressurgimento de Bastian Schweinsteiger. Dadas as circunstâncias, o alemão com certeza será ao menos relacionado.

No início da temporada muito se falou do elenco “inchado” dos red devils mas neste momento, todas as peças disponíveis podem ser úteis. A imprensa brasileira também questionou o suposto interesse de Mourinho no zagueiro português José Fonte do Southampton, ainda nas primeiras rodadas da Premier League. No momento, o United está atuando sem zagueiros centrais natos.

United e Swansea City jogam pela décima primeira rodada da Premier League no domingo.

Imagem de Mourinho em Istambul: Tolga Bozoglu/EPA