La Liga: Barcelona mais uma vez campeão.

A última rodada de La Liga espanhola 2015/2016, teve seu desfecho neste último sábado. O Futbol Club Barcelona sagrou-se bi-campeão consecutivo do campeonato espanhol, ao bater o Granada nos domínios deste adversário por 3×0. Este é o vigésimo quarto título do torneio conquistado pelos culés, que obtiveram 91 pontos.

O favoritismo blaugrena só foi colocado em “xeque”, quando a equipe oscilou entre os meses de março e abril. O time culé chegou a abrir nove pontos de distância para o então vice-líder Atlético de Madrid, entre fevereiro e março. Na primeira quinzena de março os culés obtiveram uma sequência de 12 vitórias consecutivas.

Porém entre 18 de março e 16 de abril, os blaugrenas amargaram quatro rodadas sem vitórias. Seguiram-se um empate contra o Villarreal (2×2) e três derrotas para Real Madrid, Real Sociedad e Valencia. O Atlético se aproximou inclusive numericamente, mas no critério de desempate do confronto direto, a vantagem era catalã.

O elenco sob comando de Luís Enrique, não foi tão diferente daquele que culminou com a obtenção da tríplice corôa europeia, ao fim da última temporada. Por outro lado, o desgaste físico cobrou seu preço, na reta final da temporada quando surgiu a má sequência citada acima.

A artilharia do torneio coube ao uruguaio Luís Suárez, camisa 9 culé. Luisito anotou 40 gols. O feito nacional do Barça precisa ser aplaudido, mas em termos de temporada, deixa algum gosto amargo, sobretudo devido à eliminação da Champions League pelo Atlético nas semifinais, no último mês de abril.

Os culés ainda jogam a final da Copa Del Rey contra o Sevilla, no próximo dia 22/05. Entretanto, há alguma turbulência nos vestiários envolvendo o nome de Neymar (devido aos processos jurídicos), e fim de ciclo de alguns jogadores como Daniel Alves. Deverão haver reformulações.

Neste verão o Barcelona poderá atuar de forma enfática no mercado de contratações, após o fim da punição imposta pela FIFA, cessada em janeiro último.

Em Madrid.

O único time que parecia poder ameaçar o título do Barcelona, era o Atlético de Madrid. Por outro lado, Diego Simeone manteve o mantra “cholista” do “partida a partida”, expressando publicamente um realismo estoico, durante toda a temporada.

De fato os colchoneros não conseguiram vencer os culés, nem no primeiro e nem no segundo turno de La Liga, tendo sido derrotados duas vezes por 2×1. O planejamento rojiblanco porém, foi cumprido com o “Atléti” se incluindo seguidamente na zona de classificação para a CL, pela terceira vez consecutiva.

Com a oscilação do Barça entre março e abril, o Atlético igualou o número de pontos reabrindo a disputa por La Liga. A disputa paralela da CL, trouxe o doce sabor de eliminar os culés na Europa, mas devido ao elenco mais enxuto, Simeone não poderia fazer loucuras em relação às lesões físicas dos próprios jogadores.

Na penúltima rodada, a derrota para o Levante sepultou as chances de título dos colchoneros a partir dali no terceiro posto, jogando a vice-liderança “no colo” do combalido Real Madrid. Em seu último compromisso, o “Atléti” bateu o Celta de Vigo por 2×0, e selou o terceiro lugar com 88 pontos.

A segunda colocação blanca é um alento merengue, em meio a uma temporada tão ruim. Caso o Barça acabasse derrotado na última rodada, os blancos poderiam ter ficado com o título. Com 90 pontos, os merengues iniciaram a temporada com Rafa Benítez no comando e terminaram com o antigo ídolo Zinedine Zidane, à sua frente.

Benítez foi demitido injustamente na virada de turno, quando a equipe começava a adquirir alguma consistência física. Zidane conseguiu harmonizar os “caciques” (Cristiano Ronaldo, Sérgio Ramos, Kroos, Bale) do vestiário, mas sua imaturidade técnica/tática, foi mais sentida no mata-mata da CL, do que na liga espanhola.

Zizou jogou para segundo plano Isco, Kovacić e principalmente James Rodríguez. Nesta última rodada, o Real Madrid visitou o Deportivo La Coruña, vencendo os adversários por 2×0.

Competições europeias 2015/2016.

Dentre os sete primeiros colocados de La Liga, quatro vão a Champions League 2016/2017 e três Europa League 2016/2017. Barça, Real Madrid, Atlético e Villarreal alcançaram a CL e Athletic Bilbao, Celta de Vigo e Sevilla, irão à EL.

É preciso ressaltar porém, que o campeão da Europa League 2015/2016 ganhará vaga para os playoffs da Champions League, segundo nova determinação da UEFA. Em caso de dois times de um mesmo país bem ranqueado (Espanha, Alemanha ou Inglaterra) vitoriosos na CL e EL, o dono da quarta vaga da CL via liga nacional (no caso dos espanhóis, o Villarreal), estará automaticamente na Europa League.

O espanhol Sevilla faz a final da EL contra o inglês Liverpool, no próximo dia 18/05. Atlético e Real Madrid, fazem a final espanhola da CL, no próximo dia 28/05.

Imagem do time titular do Barcelona contra o Granada neste último sábado: Alejandro Juesga.