Atlético da Madrid: “cholismo” e força máxima contra o Bayern.

Nesta terça-feira o espanhol Atlético de Madrid visita o FC Bayern na Allianz Arena (Munique/Alemanha), em jogo de volta válido pelas semi-finais da Champions League. Os colchoneros detém vantagem de 1×0, após vitória imposta aos bávaros no joga de ida, na semana passada.

A princípio o Atlético levou força máxima para Munique, sendo que o zagueiro/capitão Diego Godín e o meia Yannick Carrasco, ambos se recuperando de lesões físicas, viajaram com o grupo. Segundo o periódico espanhol El País, a titularidade de Godín depende de um teste pouco antes da partida.

O agravamento do problema muscular na perna direita, poderia tirar o zagueiro uruguaio de uma eventual final.

Quatro “Simeones”.

O quarteto Saúl/Gabi/Augusto/Koke deve ressurgir no alinhamento titular nesta terça. O El País ressalta que os quatro “centrocampistas” carregam em seus estilos, algo do treinador Diego “cholo” Simeone em seus tempos de atleta. Ex-volante, Simeone atou por clubes italianos como Lazio, Internazionale, pelo próprio “Atléti” e pela seleção argentina.

33A49B3500000578-0-image-m-4_1461922691504

Na Europa destacou-se a imagem de Simeone numa caricatura que o descreve como um Che Guevara do futebol, impressa na primeira página do jornal italiano La Gazzetta Dello Sport (imagem acima). A manchete estampava algo como “Comandante Simeone – o cholismo e sua revolta contra o tiki-taka”.

A referência era direta ao tiki-taka de origem catalã, proposta pelo treinador do Bayern Pep Guardiola, derrotado pelo Atlético há quase uma semana. Porém, o próprio Guardiola enalteceu o trabalho dos quatro meio-campistas adversários. Também ex-volante, o treinador afirmou sua admiração pelos jogadores do setor.

O treinador nascido na Catalunha afirmou que Simeone os “reconverteu”, tornando-os versáteis e fazendo-os jogarem tanto pelo centro quanto pelos lados. Sublinhou que esta característica faz de Saúl/Gabi/Augusto/Koke, tão compactos. O El País descreve o quarteto enquanto responsável pela pressão, dotados porém de verticalidade e capacidade de chegarem à área adversária.

Koke e Saúl, são os mais ofensivos e este último, o que mais se parece com o jogador Simeone. Autor do gol da vitória na partida de ida, Saúl se adéqua à segunda linha e proporciona transição em velocidade. Gabi representa a liderança psicológica, postando-se mais fixo à frente da defesa.

A surpresa tem sido Augusto Fernández, contratado na janela de transferências de janeiro. Dos quatro atletas é o jogador mais tático, tendo sido treinado anteriormente por Simeone, em seus tempos de River Plate (Argentina).

O feio e o bonito.

O El País relembrou que Simeone preza um estilo de “jogo direto”, tal qual José Mourinho, estilo este tido por alguns como “feio”. Nas semi-finais da CL 2013/2014, “cholo” e “Mou” ainda no Chelsea, prestaram uma “homilia” a esta forma de jogar. Na ocasião, os colchoneros eliminaram os blues.

Após a vitória na semana passada, Simeone não quis adentrar o debate do “jogo feio” ou “jogo bonito”. Afirmou que a ele só importa a vitória. “Cholo” Simeone disse que não se preocupa em agradar as pessoas, disse que é “empregado do Atlético, que é quem o paga”. Disse que “se prepara para vencer”.

Simeone ressaltou ainda que não se trata de enaltecer uma determinada forma de jogar, uma vez que a maneira de jogar futebol permite inúmeras interpretações. Para o argentino, o importante é explorar o potencial dos atletas a sua disposição.

Pep Guardiola por sua vez, também se alinhou à forma de pensar do treinador colchonero. O técnico do Bayern descreveu-se enquanto parecido com o treinador adversário, sobretudo por “sentirem e acreditarem no que fazem”.

FC Bayern x Atlético de Madrid jogam nesta terça-feira às 15:45 hr (horário de Brasília). Globo, Band e Esporte Interativo exibem o confronto.

Imagens: reprodução