Atlético de Madrid: a última espera de “el niño”.

O espanhol Atlético de Madrid retorna a campo pela vigésima-terceira rodada de La Liga, neste sábado. Os colchoneros recebem o Eibar no Vicente Calderón (Madrid/Espanha), ocupando o segundo posto (48 pontos) da tabela do campeonato espanhol.

O movimentado fim da janela de transferências na última segunda-feira, ofuscou um panorama razoavelmente tenso. Em campo o Atlético sofreu três revezes (2 derrotas e 1 empate) nos últimos três confrontos, dois por La Liga e uma eliminação da Copa Del Rey (0x0 contra o Celta).

Por La Liga o time não vence há duas rodadas, empatou com o Sevilla (0x0) e foi derrotado pelo Barcelona (2×1), no último fim de semana. Perdeu a liderança e vê o Real Madrid em terceiro lugar (47 pontos), muito próximo. O clássico contra os blaugrenas da última rodada, terminou com o saldo negativo de Filipe Luís e Diego Godín, expulsos. Ambos cumprirão suspensão automática contra o Eibar.

O periódico espanhol El País ressaltou que a linha defensiva à frente do goleiro Oblak, pode ter Gámez, Gimenez, Saúl e Lucas, num alinhamento onde Saúl meio-campista de origem, pode surgir improvisado na quarta zaga no lugar de Godín.

“El niño” titular?

Na coletiva pré-jogo desta última sexta-feira, o treinador Diego Simeone seguiu abordado sobre a saída de Jackson Martínez, negociado com o futebol chinês. O técnico argentino manteve sua serenidade, e afirmou aos jornalistas que o fato do colombiano não ter vingado, é responsabilidade dele mesmo, Simeone.

A imprensa europeia destacou a figura de Fernando “el niño” Torres, voltando a reluzir após a saída de Jackson. O El País ressaltou que Simeone treinou o time com Torres formando dupla de ataque com Antoine Griezmann. Nas últimas três rodadas, o atacante conviveu com um tratamento, para sanar uma lesão sofrida num dos seus tornozelos.

Sem Jackson, Torres volta a ser o único atacante de área nato no plantel de Simeone. Porém, é preciso lembrar que o Atlético não resolveu a situação de Torres emprestado pelo italiano Milan até junho. Ainda idolatrado pela torcida rojiblanca, Fernando Torres (31 anos) pode estar cumprindo seus últimos meses no Calderón.

O El País contabiliza que “el niño” atuou 1171 minutos na presente temporada, distribuídos em 24 partidas (16 por La Liga, 6 pela Champions League e 2 pela Copa Del Rey). A marca de apenas 2 gols anotados, em contraparte não é boa. O último gol de Torres foi anotado exatamente contra o Eibar, no primeiro turno de La Liga.

Foi o nonagésimo nono gol de “el niño” com a camisa colchonera e a espera por atingir a marca do centésimo gol, se estende por 5 meses. Desde seu retorno ao Calderón em janeiro de 2015, Torres anotou 6 gols em 50 partidas. Sua volta deu mais respaldo de marketing do que em termos de resultados em campo.

Ídolo na Inglaterra, Torres (ex-Liverpool e Chelsea), também despertou a atenção da Four Four Two. A renomada revista frisou de forma realista em seu site, que chegar ao centésimo gol é “uma ambição pequena” para o atacante. Cabe a Torres realizar um bom papel nestes quatro meses até o desfecho da temporada.

Depois a MLS yankee parece um bom destino para “el niño”, à exemplo do que fez David Villa, ex-Barcelona e também Atlético. As entrelinhas da negociação do Atlético nem nome da venda de Jackson Martínez deixaram clara a intensão colchonera em re-contratar o também ídolo Diego Costa (Chelsea), no próximo verão europeu.

Atlético de Madrid e Eibar se enfrentam neste sábado às 13 hr (horário de Brasília). O campeonato espanhol está sendo transmitido no Brasil pela ESPN e Foxsports.

Imagem de Torres (ao centro) em partida contra o Valencia: Samuel Sanchez