Barcelona: Arda rumo à Catalunha?

Na última segunda-feira a imprensa espanhola noticiou a confirmação de que o clube espanhol de origem catalã Barcelona, firmou acordo com o Atlético de Madrid pelo meia turco Arda Turan. Atleta importante no plantel colchonero nas últimas temporadas, Turan teve seu desligamento do clube rojiblanco, noticiado no fim da ultima semana.

O staff do meia turco no entanto, não havia confirmado quais clubes queriam adquiri-lo. Apenas informou que um destes clubes havia oferecido um valor em torno de 35 milhões de Euros. Rapidamente a imprensa espanhola confirmou alguns rumores. O inglês Chelsea poderia depositar 41 milhões de Euros, valor total da cláusula rescisória estipulada pelo contrato de Turan.

O italiano Milan também monitorava a movimentação em torno de Turan. Ainda no último fim de semana, o periódico espanhol El País, frisou declarações internas do treinador blaugrena Luís Enrique. O técnico afirmou que não era viável esperar a definição das eleições presidenciais do Barcelona, para realizar acerto com Turan.

O clube catalão passará por um processo eleitoral no próximo dia 18 de julho e sim, era o interessado no meia turco. O acordo por Turan firmado com o Atlético prevê pagamento de 34 milhões de Euros, com os custos podendo chegar a 40 milhões. 6 milhões de Euros estão previstos para serem acrescidos, conforme cláusulas que estão prevendo cumprimentos de metas. Por outro lado, um aspecto peculiar está previsto neste acordo.

O Atlético de Madrid pode recomprar seu agora ex-meia turco por 30 milhões de Euros, até o próximo dia 20 de julho quando o novo presidente blaugrena já estiver empossado. A questão é que apenas o último presidente, Josep Bartomeu é favorável à contratação de Turan. Os representantes opositores tem interesse em outros atletas.

A negociação por Turan foi conduzida por Javier Faus, membro da comissão gestora do clube, uma vez que não há presidente em exercício em virtude das eleições que acontecerão em menos de duas semanas. Luís Enrique tinha pressa numa definição, uma vez que a pré-temporada se inicia já no próximo dia 13 de julho.

O El País apurou que Joan Laporta, ex-presidente do Barça, tem termos já acertados com o meia francês Paul Pogba da italiana Juventus. Dentro do Barcelona, Laporta é um dos principais críticos às gestões do ex-presidente Sandro Rosell e o atual Bartomeu. Já outras frentes opositoras à Bartomeu como Toni Freixa, preferem a contratação do meia italiano Marco Verrati, do francês Paris Saint-Germain.

A preocupação do técnico Luís Enrique é com a reposição de um meio-campista, em virtude da saída do ídolo Xavi Hernandéz, que foi para o futebol árabe.

Imagem de Arda Turan: Miguel Lopez