Calciomercato da Itália não é notícia, é entretenimento

Eu ia fazer um post sobre as contratações da Itália nesta janela, mas praticamente desisti. É trabalho para animadores, não para jornalistas. Discutir se Mesbah pode aumentar as chances de título do Milan ou se Amauri redesenha as esperanças da Fiorentina é chamar o leitor de idiota e isso eu não vou fazer. O mercado italiano está limitado à sua decadência econômica, técnica e gerencial e as contratações são absolutamente inócuas (se houver exceções – não estou seguro – são Borriello e Amauri na Fiorentina e só). Todas as outras são bonus para agentes. Udinese e Parma contrataram de olho na próxima temporada (fala-se bem de Crisetig, volante de DNA interista, e rumando para o Parma em julho) há alguns anos.  No mais, mercado nulo. E falar sobre o que não deveria ser notícia não é jornalismo – é entretenimento. Se você estiver curioso para ver nome a nome, cheque aqui. Mas só no caso de estar sem fazer nada.

14 respostas para “Calciomercato da Itália não é notícia, é entretenimento”

  1. O Mesbah é de fato uma contratação de terceira, mas também escalar o cara de lateral-esquerdo não ajuda. Imagine se vc contrata o Neymar e coloca ele de lateral direito? Pois é. Agora, faça a equação com a diferença de qualidade entre Neymar e mesbah…abs

  2. O Milan é um nobre sem dinheiro. Com o Berlusconi gagá e a família interditando ele, as contratações rarearão. abs

  3. Sinceramente, não sei. Já “defendi” o Paulinho aqui, porque acho que ele, ainda que de uma forma atrapalhada e um pouco irresponsável, faz reportagem, que é algo que a imprensa parou de fazer. Além disso, ele, ao contrário da maioria dos colunistas, apura mesmo muito de suas informações. Só que visivelmente ele tem uma lacuna de formação que faz com que ele caia em uma série de armadilhas sistematicamente – algumas delas, postas por ele mesmo. Abs

  4. Cassiano, desculpe o off-topic, mas o que você acha das denúncias feitas pelo Blog do Paulinho contra o Vanderlei Luxemburgo? Elas têm fundamento? Sei que o Paulinho não tem lá a melhor das famas, diga-se.

  5. 100% de acordo! É surreal você ver gente que se gaba pela excelência administrativa – não sei como esse pessoal não dá aula na LSE – ter que admitir que o fechamento de determinados esportes, como o futebol feminino e o futsal, era uma necessidade premente ou do contrário não seria possível bancar a manutenção de seu principal jogador.

    Curioso notar que o cara do dia para a noite virou custo.

  6. Hoje, o Calcio corre o risco de atrás do Francesão. E olha, que para conseguir isso, a Itália vai precisar se esforçar muito

  7. Se você trocar Itália por Brasil, pode copiar e colar o texto acima. As pessoas acham que os contratados do SPFC vão levar o tricolor paulista vai botar o Barcelona e os Manchesters no bolso. Não perco meu tempo vendo essas questões de mercado envolvendo os clubes brasileiros.

    O Grêmio gasta uma fortuna para ter Kléber, o Corinthians ferra 5 gerações para ter Adriano, o Flamengo, como diria o Ronaldo Assis, é o Flamengo.

    Quando você vê o Neto dizendo que Marlos é um baita jogador, fico pensando quanto ele recebeu para dizer isso.

    Não vou perder meu tempo ouvindo gente dizendo que o Santos 4 x 5 Flamengo foi um baita jogo. Um jogo onde ao menos 7 gols surgiram de falhas defensivas

  8. Calma… Embora desconfie que o mercado vá ficar mais ou menos nessa toada de hoje pelos mais diversos motivos – a crise, a falta de gente qualificada disponível, pelo fato de normalmente os clubes canalizam os maiores investimentos para julho/agosto etc. – não custa lembrar que a janela ficará aberta até o dia 31. Mas mercado para valer ninguém está fazendo em lugar nenhum do mundo.

    E sobre essa questão jornalismo/entretenimento, que já vem há alguns posts, devo confessar que nesse campo sinto a falta de um gigante: Perry White, editor do extinto Planeta Diário e velho lobo do mar. 😛

    O que seria do final da minha infância/início da adolescência sem ele e suas façanhas – com fotos extraídas, creio eu, da National Geographic – mundo afora?

  9. É sério mesmo que o Milan contratou o Mesbah? Se for, o fim dos tempos está próximo…

  10. Mesbah é a típica contratação do Milan: um jogador medíocre, que alguns poucos viram “jogar muito”, chegando pra compor elenco e que na prática vai disputar 2 ou 3 partidas oficiais até o fim da temporada, quando será emprestado a um Lecce da vida. Taiwo já está de malas prontas pra sair e mesmo não sendo um fora-de-série, é um conhecedor regular da posição que mais carece de nomes top no mundo. Deveria ter tido mais chances. Mas no panorama geral do mercado italiano, sua análise é perfeita.

Os comentários estão desativados.