Segunda-feira, Tolerância Zero: Valdivia e os 8 milhões

Se fosse possível pegar a melhor performance de Valdivia em sua vida e fazer com que o chileno a replicasse a cada partida, ainda assim, pagar 8 milhões de euros seria uma manobra de extrema falta de inteligência. Como tal rendimento deve ter ocorrido mais ou menos três vezes (treinos inclusos), a língua portuguesa não consegue sintetizar num único significante a extensão necessária para o advérbio. É difícil acreditar que esse mesmo Palmeiras, há pouco mais de uma década, era o clube mais forte do país. Assim como ocorre na Líbia, Egito e afins, os donos do poder, para não perdê-lo, colocam em risco tudo o que ele tem de valor.

2 respostas para “Segunda-feira, Tolerância Zero: Valdivia e os 8 milhões”

  1. Eu também acho ridículo o quanto o Palmeiras gastou pelo Valdívia. Com 8 milhões de euros, dá pra garimpar 5 ou 6 bons jogadores em clubes menores do futebol brasileiro.

    Mas, pensando pelo ponto de vista do Belluzzo (um torcedor), o cara trouxe para o Palmeiras três dos nomes mais queridos pela torcida dos últimos 10 anos.

    Valdívia é um nome que vende muito mais do que um Márcio Araújo, por exemplo. A questão é saber se isso gera algum retorno financeiro significativo para o clube.

Os comentários estão desativados.