Manter os craques custa caro ao Ajax

Assim como os clubes brasileiros, clubes grandes de ligas menos importantes também dependem de vendas de jogadores para manter as finanças em dia. Sem um título relevantes desde 2004 (quando venceu a liga pela última vez), o clube não cedeu nenhum dos jogadores vice-campeões holandeses e detentores da copa nacional na temporada passada (entre eles, o valorizadíssimo uruguaio Luis Suárez). Em compensação, segundo o balanço divulgado na semana passada, fechou com um prejuízo de R$55 milhões – quase seis vezes mais do que um ano antes. Observadores afirmam que o clube venderá pelo menos um de seus astros em junho para diminuir o déficit.

PS: esta nota foi publicada no Diário Lance! em 21/10.

4 respostas para “Manter os craques custa caro ao Ajax”

  1. Acho que, considerando o elenco atual do Ajax, o termo craque pode ser aplicado apenas ao Suárez. Os demais estão em um patamar abaixo, embora alguns sejam bons jogadores.

    E tenho que dar o braço a torcer: embora considerasse o uruguaio um jogador interessante, jamais imaginaria que pudesse alcançar o nível atual. O cara carrega o Ajax sozinho nas costas.

  2. 10 milhões de euros a mais pela fase de grupo. O Suárez não foi vendido porque ninguém pagou o preço pedido por ele. abs

  3. Sejamos honestos: Suárez só não foi vendido porque o Ajax entrou nos grupos da LC. E isso rende um bom dinheirinho.

    O mesmo vale para gente como Stekelenburg e Van der Wiel.

  4. Com certeza, o Suárez é a bola da vez. Mas até achei curioso eles não terem vendido ele depois da Copa.

Os comentários estão desativados.