12 respostas para “Outra vítima do Fator Flamengo”

  1. O Juan está perdido em campo desde que saiu do juvenil. Poderia ter sido um bom lateral, mas acreditou que era Roberto Carlos e é só Juan (o Juan errad, diga-se, pois o bom é da Gávea mas está na Roma). abs

  2. Eu acho que se ele golear o Botafogo por 7 a 0, talvez ainda caia depois do jogo de quarta. abs

  3. Concordo que a escolha era mesmo dura. Um clube são deveria ter aguardado um bom técnico e sacrificado o atual campeonato (coisa que o SP parece estar fazendo às avessas esperando Abel Braga, o pior técnico da Via Láctea). Mas o Fla é uma máquina de moer carne e pegaram o primeiro incauto que estava passando. Pior para todos. abs

  4. A habilidade de Zico em campo se restringia, ao que tudo indica, ao campo. Certamente ele não é assim hábil como cartola (o que, diga-se. fala em favor de seu caráter). abs

  5. Nem Silas é o nome certo para o Flamengo como Andrade não era como se José Mourinho chegasse à Gávea sem carta branca garantida em contrato e com o Conselho sob a mira de baionetas também não seria. O Flamengo é prisioneiro de si mesmo. O título do ano passado só maquiou as coisas (disse isso à época e não faltou quem me criticasse) e agora é hora de pagar a fatura. Porque a fatura vem. SEMPRE vem. abs

  6. Michel,

    concordo em partes…substituições no primeiro tempo às vezes são necessárias, o Juan estava completamente perdido em campo e se o Silas não tivesse agido naquela hora o estrago poderia ter sido maior. As declarações foram totalmente descabidas e infelizes, mas com relação às escalações, não sei, algumas vezes acertou, em outras errou, mas é fato que quando as coisas não estão funcionando é necessário arriscar e fazer algumas alterações mesmo, falta paciência à torcida do Flamengo, e falta um pouco de ação do Zico pra proteger um pouco mais o técnico no início de trabalho, se o cara não tiver paz pra fazer algumas tentativas de mudança aí não tem jeito.

    abraço

  7. Giuliano,

    Realmente não havia um grande nome disponível no mercado naquele momento. Silas era um dos poucos técnicos desempregados e não havia mais clima para Rogério.
    No entanto, Silas está balançando por sua própria culpa. Poucas coisas minam tanto a confiança de um grupo em seu líder como substituições no 1º tempo e declarações como as que foram dadas após a partida contra o Goiás. Isso sem contar suas escalações e trocas equivocadas.
    Agora a pouco, Zico confirmou a permenência de Silas no cargo. Provavelmente, essa é a última chance do treinador. Se perder para o Botafogo, cai ainda no vestiário.

    Abraço.

  8. Michel,

    com relação ao que disse sobre o Rogério, acho a crítica bastante pertinente. Com relação ao Silas não, achei a aposta válida, e dadas as opções disponíveis no mercado não foi uma escolha ruim. A crítica que cabe neste caso é trazer o treinador e não dar respaldo e força a ele, o Silas desde que chegou está isolado lutando naquela fogueira de vaidades que é o Flamengo, tanto do lado dos jogadores como do lado da diretoria. Será assim com qualquer treinador que lá cair, e se o Zico não ficar ao lado do mesmo ajudando a fortalecer a presença dele, nenhum trabalho vai funcionar.

  9. Dói criticar o Zico, mas tenho que dizer: Ele também é culpado por ter escolhido o Silas e ainda ter jogado pra torcida a decisão de demitir Rogério.

  10. Acho que o Silas não se encontrou em momento algum no Flamengo, assim que chegou fez críticas a preparação física do time, depois sempre modificando a equipe de um jogo pra outro, fazendo substituições ainda no 1o tempo, e culminando com essa declaração que não deve ter agradado ninguém na equipe (“Eu não faço gol contra, não chuto a gol”), mostrando que ele está totalmente perdido no comando técnico.

    Outro fator que gera a insatisfação, é que o cara que é titular em um jogo, no seguinte nem no banco fica e vice-versa, o que sem dúvida alguma coisa instabilidade e insatisfação no elenco.

    Enfim, Silas saiu do Grêmio de forma não muito agradável, tendo problemas com o preparador físico Paulo Paixão, e assim que ele saiu os jogadores teceram comentários indiretos sobre ele, e com o próprio Renato Gaúcho dizendo que “o clima no vestiário era péssimo”, e hoje o Grêmio mudou totalmente, os jogadores dizem que tudo mudou.

    Me pareceu no Avaí ser um bom profissional, mas parece que se deslumbrou depois do ótimo trabalho em Florianópolis, e se fosse dirigente do clube, demitiria ele após a partida contra o Goiás, já que seu retrospecto não é nada animador (9J, 1V, 4E, 4D).

  11. Eu estou com muito medo do meu time cair este ano…e o que era pra ser um momento de mudanças positivas na Gávea pode acabar virando um ano negro que vai fortalecer a oposição suja…nesse momento o futuro se desenha tenebroso

Os comentários estão desativados.