Resumo 2009/10 – França

Depois de dolorosos 18 anos, o Olympique de Marselha quebrou o jejum de títulos franceses em grande estilo, batendo o atual campeão Bordeaux e o poderoso Lyon com uma rodada de vantagem, além de vencer a Copa da Liga. Um grande feito do herói marselhês, Didier Deschamps, ex-ídolo e atual treinador. A temporada revelou várias promessas como Gameiro e Hazard (Lille), Lovre (Lyon) André e Jordan Ayew (Olympique, filjos do ex-craque ganês Abedi Pelé) e Younés Belhanda (Montpellier).

O craque: LISANDRO LOPEZ (Lyon)
Uma das contratações mais caras da temporada passada, o argentino Lisandro López fez valer o investimento. O meia-atacante se adaptou imediatamente e fez 20 gols na temporada mantendo o Lyon na corrida pelo título até o fim do torneio. Deve ser um dos pilares do Lyon da próxima temporada.

O melhor francês: MANDANDA (Olympique)
O goleirão do Olympique só não foi titular na Copa porque o camisa 1 do Lyon, Lloris, também vive grande fase. Mandanda foi fundamental na conquista do título, mantendo a rede inviolada em 14 partidas. Dada a eliminação lamentável na Copa, a vaga na Copa nem deve ter feito tanta falta para o arqueiro.

A promessa: GAMEIRO (Lorient)
Ele é uma promessa desde os oito anos de idade quando já treinavca num time local, seguindo para o Chantilly e para o Strasbourg em seguida. Gameiro foi o atacante mais interessante que apareceu na temporada, a ponto de ser sondado por clubes como Milan e Manchester United. Mesmo assim ele deve fazer mais uma temporada no Lorient, treinado pelo pai de Yoann Gourcuff, Christian.

O melhor brasileiro: NENE (Monaco)
Aos 28 anos, o paulista de Jundiaí fez sua melhor temporada na Europa, anotando 14 gols e levando seu nome a balançar o técnico da Espanha, Vicente Del Bosque, que cogitou convocá-lo para a “Furia”. Nenê esticou o ataque pela esquerda e descobriu uma vocação para o gol que não tinha experimentado até então. Não foi mais decantado por conta de um obscuro oitavo lugar do Monaco.

Destaque: NIANG (Olympique)
O senegalês de 30 anos teve um rendimento excepcional mesmo quando não fazia um de seus 18 gols no campeonato, dando passes e abrindo as defesas com sua força física, numa excelente dupla com Valbuena.

Decepção: SELEÇAO
Numa liga disputada, os franceses não podiam imaginar numa hecatombe tão grande na Copa. Tudo começou e terminou errado. 2010 é o ano zero dos “Bleus” na história e não há nada para se salvar.

Campeão: Olympique de Marselha
Copa da França: Paris Saint-German
Copa da Liga: Olympique de Marselha
Artilheiro: Niang (Olympique, 18 gols)

PS: esta nota foi publicada no Diário Lance! no dia 27/07.

2 respostas para “Resumo 2009/10 – França”

  1. campeonato frances é o maior celeiro de craques das grandes ligas européias, praticamente a metade dos grandes jogadores que atuam na Italia e na Inglaterra vieram da França..

  2. eu gosto muito do futebol do Luis González, era um jogador que numa convocação normal, deveria estar entre os 23 da Argentina.

Os comentários estão desativados.