Tag: ronaldo (Page 1 of 6)

Adeus, Doutor

Num dia em que o Corinthians tem tudo para se sagrar campeão, um de seus maiores ídolos esportivos se despede. Sócrates não jogou menos bola do que nenhum outro corintiano que já tenha pisado sobre a Terra e com a vantagem de ter uma quantidade de caráter que pouquíssimos jogadores de futebol – alvinegros ou não – jamais conseguiu sonhar. É irônico que sua morte aconteça num dia em que a administração de Andrés Sanches, que é a antítese absoluta de Sócrates, se consagre a senhora feudal do futebol brasileiro.

Ler mais

Sorteando a própria imagem

A “festa” de sorteio das seleções para a Copa de 2014 não precisa de uma quantidade maior de comentários em relação à sua performance enquanto “evento”. A atenção do mundo aos resultados teria tido o mesmo efeito caso tivesse sido feita numa saleta da antiga sede da CBF na Rua da Alfândega, no Rio. A diferença é que a Rede Globo lucrou R$30 milhões pagos pelo contribuinte. Além disso, foi possível ver, em alguns casos, com grande desapontamento, a quantidade de personagens que apoiaram a pantomima da CBF no assalto vergonhoso aos cofres públicos.

Ler mais

Um domingo de futebol Brasileiro

Duas partidas da Seleção Principal no mesmo dia e nenhuma surpresa . Na vitória e na derrota (sim, porque empatar com a Venezuela não é bem um empate), o Brasil não decepciona (ou melhor, não decepciona, mesmo quando decepciona, porque o que se espera dele sempre vem). E mesmo com todos os atenuantes, dá paa ver que a mediocridade da Era Dunga, na verdade, não era dele – é da gestão teixeiriana. E essa mediocridade, que teve um breve hiato durante a presença de Scolari no cargo, continua forte. E abaixo, seguem algumas notas sobre o cinzento domingo de futebol.

Ler mais

seleção com “s” minúsculo e o Ronaldo de Vichy

Esperei para escrever este post depois dos dois jogos da Seleção para poder fazer um apanhado mais completo, incluindo sobre a capacidade brasileira e da CBF de organizar partidas de seleções.

Ler mais

Seedorf não vem para o Corinthians. E daí?

Seedorf não vem para o Corinthians. O céu é azul. O Oceano Atlântico fica entre América e África/Europa. Todas essas coisas são óbvias mas somente a primeira ganhou um destaque na imprensa digno de uma contratação de peso de fato. Alguma coisa está mesmo fora da ordem..

Ler mais

Barcelona x Real, confronto de culturas

É engraçado como a rivalidade entre Barcelona e Real Madrid consiga fazer um campeonato sem graça, como é o espanhol, rivalizar em termos de interesse com ligas como a inglesa ou a alemã. O confronto de Mourinho com o mundo ganhou muito mais manchetes do que o sensacional resultado do Arsenal que reabriu um campeonato no qual ainda há uma disputa verdadeira pelo título. O caráter lúdico do bem contra o mal, José Mourinho contra Guardiola, Messi contra Ronaldo, Franquistas contra Catalães é muito mais apetitoso do que o esporte sozinho. E ainda há quem não consiga ver a cultura no futebol.

Ler mais

A força do profissionalismo corintiano

É mesmo um clube com uma diretoria de nível internacional. Primeiro, contratam um dos atacantes brasileiros cotados para a Copa de 2010, tirando-o da Roma; depois, desenvolvem todo um plano de recuperação de uma lesão em seu ombro e o apresentam diante de uma multidão entusiasta. Agora, anunciam que ele está 6 kg acima do peso (o que é bastante aceitável ára um jogador contundido) e que ele recupera sua forma em 10 dias. Por fim, tudo está tão azeitado, que até “liberam” o jogador para uma cervejinha de sexta-feira. Tudo é lindo. Claro, se você for um completo idiota.

Ler mais

Ronaldo, cracaço incompleto

Depois da semana emotiva para a maioria dos fãs de futebol, faço minha confissão. Sempre achei Ronaldo um craque. Achei que ele se recuperaria depois das duas lesões (ao contrário do que muitos dos meus colegas que o deram como acabado depois das mesmas). Contudo, não acho que Ronaldo foi o jogador que foi decantado nos últimos dias. Ronaldo venceu dois campeonatos nacionais. Infinitamente pouco para um jogador de seu talento. Venceu duas copas do mundo – jogando somente uma, a de 2002, na qual foi decisivo. Para mim, ele encerrou a carreira mais tarde do que deveria. Foi menos do que poderia ter sido.

Ler mais

Page 1 of 6

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top