Tag: Jogo

Convocação de Davies gera polêmica

A convocação do atacante Kevin Davies pela seleção inglesa veio cercada em polêmica. Davies, que joga pelo Bolton, é o estreante mais velho da seleção em 60 anos.

Ler mais

O Neymargate

Para não deixar um off-topic quase obrigatório aparecer, abordarei aqui a questão de Neymar. O Santos errou. Errou mais de uma vez e continua errando E dá sinais de que continuará a errar. O atacante de talento gigante é um moleque mimado e se comporta como tal, com a conivência de seu pai e de seu empresário. Seu futuro pode ser brilhante, mas certamente o episódio aumenta as chances de ele não dar em nada – um destino de tantos outros meninos talentosos.

Ler mais

Um golaço brasileiro na Ucrânia!

Se não viu, deveria ver. Um dos gols do massacre ucraniano do Metalist Kharkiv sobre o Debreceni pela Europa League teve assinatura e moldura brasileiras e foi um show.

Ler mais

Brasil x Portugal

Quando vi que Robinho (de cara feia no banco) estava fora para dar lugar a Nilmar, me animei. Mais ainda quando soube que Daniel Alves jogaria. Tudo em vão. Uma desilusão. Era o que eu temia. Sem Kaká, o Brasil não existe – e sem Elano, quem diria, tudo piora também (é o coadjuvante mais fundamental que já vi). Quando seu time tem Lúcio de armador, é porque a coisa está feia.

Ler mais

Liga dos Campeões – GRUPO F (Inter de Milão, Barcelona, Rubin Kazan e Dynamo Kiev)

Outro encontro sensacional: os campeões europeus reencontram Samuel Eto’o, praticamente enxotado do Camp Nou e os campeões italianos enfrentam o ingrato Ibrahimovic. Chances para vinganças a granel para todas as partes. Também no lado pobre do grupo, chance de revanches que remontam aos tempos do comunismo, com o Dínamo Kiev, com um de seus melhores times recentes, enfrentando os neoricos do Rubin. Nenhum jogo baba na chave.

Um negócio da China. Mas para quem?

Num ano em que o planeta é acossado pela pior crise econômica do pós-guerra, o mercado do futebol assiste às suas transações mais astronômicas, com quebras de recorde seguidas nas compras, salários irreais e um time desafiando a lógica ao gastar centenas de milhões de euros enquanto outros – não menores – não têm um punhado de moedas.

Ler mais

Celso Roth não caiu, mas caiu

Da Gazeta Esportiva

“No treino da última quarta-feira, após um erro de posicionamento, o meia Douglas Costa foi duramente criticado por Celso Roth, que praticamente o humilhou na frente dos colegas doclube. Devido à repercussão que o fato tomou, o treinador quebrou o protocolo, e concedeu uma entrevista coletiva nesta quinta-feira, dia de jogo, com o intuito de se explicar.

“A partir de agora, os treinos do Grêmio serão feitos a portões fechados. Segundo André Krieger, dirigente do clube, a medida é para que “a intimidade do clube não seja devassada”. Celso Roth também será advertido pela diretoria do clube por sua ação na atividade da última quarta-feira.

“Às vezes, um técnico assume o papel de pai com os jogadores. Mas isso não justifica os termos que foram usados”, finalizou Krieger”.

Celso Roth não caiu, mas não me lembro de uma chamada de atenção a um treinador como essa sem que o mesmo rodasse depois.

Roth merecia um estudo antropológico. Por que os torcedores e imprensa o odeiam mesmo quando ele está indo bem?

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top