O Neymargate

Para não deixar um off-topic quase obrigatório aparecer, abordarei aqui a questão de Neymar. O Santos errou. Errou mais de uma vez e continua errando E dá sinais de que continuará a errar. O atacante de talento gigante é um moleque mimado e se comporta como tal, com a conivência de seu pai e de seu empresário. Seu futuro pode ser brilhante, mas certamente o episódio aumenta as chances de ele não dar em nada – um destino de tantos outros meninos talentosos. Continue lendo “O Neymargate”

Brasil x Portugal

Quando vi que Robinho (de cara feia no banco) estava fora para dar lugar a Nilmar, me animei. Mais ainda quando soube que Daniel Alves jogaria. Tudo em vão. Uma desilusão. Era o que eu temia. Sem Kaká, o Brasil não existe – e sem Elano, quem diria, tudo piora também (é o coadjuvante mais fundamental que já vi). Quando seu time tem Lúcio de armador, é porque a coisa está feia. Continue lendo “Brasil x Portugal”

Liga dos Campeões – GRUPO F (Inter de Milão, Barcelona, Rubin Kazan e Dynamo Kiev)

Outro encontro sensacional: os campeões europeus reencontram Samuel Eto’o, praticamente enxotado do Camp Nou e os campeões italianos enfrentam o ingrato Ibrahimovic. Chances para vinganças a granel para todas as partes. Também no lado pobre do grupo, chance de revanches que remontam aos tempos do comunismo, com o Dínamo Kiev, com um de seus melhores times recentes, enfrentando os neoricos do Rubin. Nenhum jogo baba na chave.

Celso Roth não caiu, mas caiu

Da Gazeta Esportiva

“No treino da última quarta-feira, após um erro de posicionamento, o meia Douglas Costa foi duramente criticado por Celso Roth, que praticamente o humilhou na frente dos colegas doclube. Devido à repercussão que o fato tomou, o treinador quebrou o protocolo, e concedeu uma entrevista coletiva nesta quinta-feira, dia de jogo, com o intuito de se explicar.

“A partir de agora, os treinos do Grêmio serão feitos a portões fechados. Segundo André Krieger, dirigente do clube, a medida é para que “a intimidade do clube não seja devassada”. Celso Roth também será advertido pela diretoria do clube por sua ação na atividade da última quarta-feira.

“Às vezes, um técnico assume o papel de pai com os jogadores. Mas isso não justifica os termos que foram usados”, finalizou Krieger”.

Celso Roth não caiu, mas não me lembro de uma chamada de atenção a um treinador como essa sem que o mesmo rodasse depois.

Roth merecia um estudo antropológico. Por que os torcedores e imprensa o odeiam mesmo quando ele está indo bem?