Itália + Japão = 7 gols!

Não vi a estreia da Itália e como aqueles que puderam ler o último post, perceberam, acreditei que o Japão não mostrou o que poderia na estreia contra o Brasil. No entanto, após dois dias de protestos que pararam e ainda param o Brasil, vimos o melhor jogo da Copa das Confederações até aqui. Itália e Japão atuaram em Pernambuco, no Recife, onde apesar dos gastos, de alguma forma a arena de Recife será utilizada. Continue lendo “Itália + Japão = 7 gols!”

Alexandre Kazuo é blogueiro de futebol há mais de 10 anos. Ex-colaborador do Trivela (2006-2010) e ex-blogueiro do ESPN FC Brasil (Lyon). É mestre em filosofia contemporânea e também procura por cultura pop, punk/rock/metal.
Twitter – @Immortal_Kazuo

Barcelona x Santos, o jogo

Naquilo que era para ser uma partida ridiculamente alcunhada de “O Jogo do Século”, não houve partida. Nem jogos das primeiras fases da Copa do Brasil, que opõem times grandes a ficções esportivas, o massacre é assim cruel. O Santos e os santistas tiveram uma dimensão da diferença entre os dois times com a partida mais devastadora dos últimos anos. Depois do vexame que o pífio time do Internacional fez diante do Mazembe, o mediano time do Santos se ajoelhou e chorou diante daquele que deve vir a ser o maior time de todos os tempos.

Continue lendo “Barcelona x Santos, o jogo”

O melhor do mundo

O Milan que foi a Tóquio não é um time completo. Faltam atacantes (pelo menos dois), externos de defesa e meio-campo (todos, exceto Jankulovski que ainda volta de contusão), goleiros (Dida é claramente uma temeridade para um time que é uma potência global) e – como detalhe, é verdade – uma média de idade um pouco menos. Mesmo assim, pode ser imbatível. Continue lendo “O melhor do mundo”

Inter, uma marcha a mais

Durante muitos anos, dois campos foram a perdição interista. Visitas ao Artemio Franchi e ao Ennio Tardini raramente não se encerravam com derrotas do time milanês. E neste final de semana, a Inter tinha de visitar justamente o Franchi de uma Fiorentina que vem se preparando para ficar poderosa. Continue lendo “Inter, uma marcha a mais”